‘Counter-Strike’: BnTeT não consegue visto e peacemaker jogará o major pela TyLoo

ESPN.com.br
peace retornará a sua ex-equipe para disputar o torneio de US$ 1 milhão
peace retornará a sua ex-equipe para disputar o torneio de US$ 1 milhão HLTV.org

Mesmo na Team Heroic desde novembro, Luis “peacemaker” Tadeu ainda terá mais um trabalho na TyLoo: completar para a equipe durante o Eleague Boston Major. Isso porque Hansel “BnTeT” Ferdinand, principal jogador da escalação, não conseguiu visto.

A informação foi revelada na manhã desta quinta-feira (15). Em nota oficial, a Heroic confirmou a extensão de contrato com o treinador brasileiro até dezembro de 2018 e a participação dele no major pela sua ex-equipe.

“Como ex-treinador [da TyLoo], ele foi inscrito com o time e é a única opção que eles tem para participar do torneio. RFRSH e Heroic fizeram um acordo com a TyLoo para não atrapalhar a participação deles e Luis voltará imediatamente após o torneio”, escreveu a equipe em nota.

Destaque da TyLoo, BnTeT não conseguiu a documentação necessária para entrar nos Estados Unidos. Esse tipo de problema não é novidade para a equipe chinesa, que em 2016 deixou de disputar a primeira temporada da Eleague pelo mesmo motivo.

Com isso, peacemaker ganhará seu próprio adesivo dentro do jogo e ajudará os chineses na disputa do The New Challengers - a primeira fase do major.

Além da disputa do major, peacemaker também ganhou um novo contrato. Em período de testes desde novembro, o treinador assinou um contrato de 12 meses e fica na Heroic até dezembro de 2018.

Comentários

‘Counter-Strike’: BnTeT não consegue visto e peacemaker jogará o major pela TyLoo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.