Contra 'machismo', Fórmula 1 pensa em abolir modelos do grid

espnW.com.br

Getty
Modelos grid girls podem sair da Fórmula 1 a partir de 2018
Modelos grid girls podem sair da Fórmula 1 a partir de 2018

Tradição no mundo do esporte a motor, as grid girls podem estar com os dias contados na Fórmula 1. Os dirigentes da maior categoria do automobilismo mundial estão analisando se modelos devem ou não continuar participando das corridas.

"Estamos tentando respeitar todas as partes. Há muitas pessoas que gostam dessa tradição das grid girls, mas há outras que acham que isso já passou um pouco do tempo. Por isso, estamos avaliando", disse à BBC Ross Brawn, diretor esportivo da Fórmula 1.

Não é de hoje que o tema é discutido. A categoria já tentou outras soluções como, por exemplo, usar modelos homens no GP de Monaco de 2015. A Liberty Media, empresa norte-americana que detém os direitos da F-1 desde o ano passado, já promoveu mudanças, mas as grid girls não são prioridade.

"Na lista de coisas que tenho para resolver, as grid girls não estão no topo, com todo respeito. É algo do passado? Ou deve fazer parte do futuro. Não acredito que será uma decisão pessoal minha. Tenho meu ponto de vista, mas quando se trata de esporte, você lida com equipes, fãs muito apaixonados, todo um sistema. Nunca haverá consenso, mas um conjunto de pontos de vista", avaliou o CEO Chase Carey.

“Nós queremos interessar a uma nova audiência, e, para isso, devemos encontrar soluções que respeitem o elemento histórico, o que tornou essa categoria tão especial – mas, ao mesmo tempo, temos que atrair novas pessoas. Precisamos de interessar a uma nova geração", completou.

Modelos são contratadas por equipes e organização dos GPs para participar do fim de semana de prova. As grid girls vestem uniformes das escuderias, participam de eventos promocionais dentro do circuito e dão suporte aos funcionários, como segurar guarda-chuva ou levantar placas de instrução antes da prova.

O dirigente acrescentou, em sua entrevista à BBC, que espera ver, em breve, uma piloto mulher no grid da Fórmula 1. Faz mais de 40 anos que uma mulher disputou uma corrida na categoria, desde que a italiana Lella Lombardi disputou o GP da Áustria, em 1976.