Ex-companheiro diz que Renato Gaúcho chegava bêbado aos treinos da Roma e reclamava: 'Sou atacante, não tenho que voltar para marcar'

ESPN.com.br
Renato Gaúcho durante seus tempos de Roma: muita farra, poucos gols
Renato Gaúcho durante seus tempos de Roma: muita farra, poucos gols Reprodução

Renato Gaúcho foi um dos melhores atacantes da história do futebol brasileiro, mas se envolveu em uma série de confusões durante a carreira. 

Grande parte delas ocorreu durante sua curta passagem pela Roma, time que defendeu apenas durante a temporada 1988/89 e do qual saiu sem deixar saudades.

Em entrevista recente, o hoje treinador do Grêmio acusou dois atletas de terem lhe boicotado durante este período: o meia Giuseppe Giannini e o atacante Daniele Massaro, ambos da seleção italiana. 

De acordo com Renato, que custou US$ 2,7 milhões (R$ 8,9 milhões, na cotação atual) à Roma, eles não lhe tocavam a bola de propósito.

Nesta quarta-feira, porém, Giannini deu resposta afiada e acusou o brasileiro de chegar bêbado aos treinos da equipe da capital da Itália. 

Além disso, reclamou do pouco esforço coletivo que o atacante fazia.

"Nunca tive problemas com Renato. Só houve um episódio em campo, quando num dérbi, levamos um gol de Di Canio (ex-atacante da Lazio) e eu reclamei com Renato por ele não ter voltado para ajudar a defesa. Ele me respondeu: 'Sou atacante, não tenho que voltar para ajudar a defesa", disse o ex-meia, segundo a Gazzetta dello Sport

Renato Gaúcho não vê Grêmio com dever cumprido no Mundial: 'Vamos dar bastante trabalho'

"Ele era um cara legal, às vezes não era muito educado, mas não quero criar inimizade. Joguei 16 anos na Roma, e acho que ele foi o único jogador durante toda a minha carreira que vi chegar bêbado aos treinos matinais. Em muitas ocasiões, (Nils) Liedholm  (treinador da Roma) o levava para o vestiário para pingar colírio em seus olhos", contou.

"Tenho muito respeito por Renato, que agora é treinador e está fazendo grandes coisas, mas acho que ele exagerou (ao dizer que não recebia a bola de Giannini e Massaro). Fico triste, porque naqueles tempos difíceis de Roma, eu foi um dos poucos que lhe deu apoio. Como capitão, era a coisa certa a fazer", finalizou. 

Renato Gaúcho fala do foco do Grêmio ser na semifinal: 'O próprio Real Madrid ninguém sabe se vai estar na final'

Renato Gaúcho deixou a Roma após a temporada 1989/90 e retornou ao Flamengo, conquistando a Copa do Brasil em 1990.

Nos anos seguintes, passaria por Botafogo, Grêmio, Cruzeiro, Atlético-MG, Fluminense e Bangu, conquistando muitos títulos e fazendo muitos amigos e inimigos, sempre colecionando grandes histórias pelo caminho.

Comentários

Ex-companheiro diz que Renato Gaúcho chegava bêbado aos treinos da Roma e reclamava: 'Sou atacante, não tenho que voltar para marcar'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.