Lewis Hamilton torce por recuperação da McLaren na temporada de 2018

Gazeta Press

Lewis Hamilton começou na Fórmula 1 correndo pela McLaren
Lewis Hamilton começou na Fórmula 1 correndo pela McLaren Mark Thompson/Getty Images

Atual campeão da Fórmula 1, Lewis Hamilton está torcendo pela recuperação da McLaren – equipe em que começou na categoria – na temporada de 2018. A escuderia inglesa não vence uma corrida desde 2012 e não viu um piloto seu no pódio nos últimos três anos.

Para buscar reverter sua fase, a equipe de Fernando Alonso anunciou a mudança de fornecedora de motor, deixando a Honda, com a qual teve diversos problemas, para passar a utilizar Renault. Com essa troca, o piloto de 32 anos espera que a McLaren reaja.


“Tive uma ótima disputa com Fernando (Alonso) no fim da temporada, no México. Eu adoraria ter mais disputas com ele em condições mais parelhas, já que acho que eles vêm enfrentando um momento difícil”, declarou o cinco vezes campeão mundial.

Além disso, Lewis Hamilton lembrou que grande parte da sua trajetória no automobilismo foi na escuderia inglesa, que ele considera especial e acredita que deve estar brigando no topo da Fórmula 1.

“Como eu cresci com a McLaren desde que eu tinha 13 anos, eu vou à classificação e sempre vejo onde Fernando está, e sempre vejo onde eles estão, analisando seu progresso. Há simplesmente um lugar especial em meu coração para eles, já que conquistei muita coisa ao lado deles”, disse.

“Espero que o próximo ano seja bem-sucedido para eles, e realmente espero que estejamos disputando com eles, já que a McLaren merece estar na frente. É uma equipe fantástica, com uma história incrível, e estou incrivelmente orgulhoso do que Ron (Dennis, antigo diretor executivo da McLaren) conquistou com aquela equipe.”

Desfile da F1 em Londres é eleito evento esportivo do ano no Reino Unido

Zak Brown afirma que má fase impediu McLaren de conseguir patrocínios

Ainda sobre o momento ruim da escuderia, o diretor executivo Zak Brown acredita que isso atrapalhou na busca por novos patrocinadores.

“Felizmente, tenho experiência nesta área, mas eu sabia que, durante a temporada, você não encontra novos parceiros quando se tem os problemas que temos”, afirmou o executivo em entrevista à revista alemã Auto Motor und Sport.

Brown acredita que a troca de fornecedor e a manutenção de Fernando Alonso podem marcar um recomeço fora das pistas para a escuderia.

30 anos após o tri, Piquet fala sobre brigas com Mansell e como Prost destruiu casamentos na Fórmula 1; veja

“Não conseguíamos vender aos potenciais patrocinadores de que as coisas iriam melhorar no ano seguinte. Essa era uma das razões pelas quais precisávamos de um novo fornecedor de motor. Tínhamos de provar que queríamos mudar as coisas e manter nossos pilotos”, disse.

“As pessoas ainda acreditam na McLaren, acreditam na Renault e acreditam em (Fernando) Alonso e (Stoffel) Vandoorne. Então posso dizer agora que nossas discussões com novos patrocinadores estão indo muito bem.”

Comentários

Lewis Hamilton torce por recuperação da McLaren na temporada de 2018

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.