Técnico do PSG comenta ida de Neymar ao Brasil e analisa duelo com Real: 'Não tivemos o pior sorteio'

Gazeta Press

Time de Unai Emery irá enfrentar o Real Madrid nas oitavas de final
Time de Unai Emery irá enfrentar o Real Madrid nas oitavas de final Getty Images

O Paris Saint-Germain tem de lidar com a ausência de seu principal jogador por alguns dias. Nesta segunda-feira, o técnico da equipe, Unai Emery, comentou sobre a ida de Neymar ao Brasil para, segundo ele, resolver um problema familiar e não garantiu uma data certa para seu retorno.

“Espero que ele volte em três ou quatro dias. Neymar me ligou no sábado, quando estávamos encerrando a preparação [para o duelo contra o Lille]”, disse o espanhol, detalhando o ocorrido. “Ele me disse que tinha algo de família e que se o clube e eu lhe déssemos a possibilidade de estar no Brasil para resolver este problema, seria importante para ele”.


Alvo da imprensa como suposto desafeto de Neymar, Emery atendeu ao pedido do jogador, porém, antes conversou sobre a situação com um dos dirigentes do clube para alinhar a permissão ao craque do time voltar ao Brasil.

“O mais importante é a pessoa, depois o jogador. Conversamos com Antero [diretor esportivo do PSG], demos a permissão para viajar. Espero que volte em três ou quatro dias, mas antes ele precisa resolver esse problema”, declarou.

Na quarta, o Paris Saint-Germain voltará a enfrentar o clube contra o qual sofreu sua primeira derrota na temporada. A equipe da capital, desta vez, encara o Strasbourg pela Copa da Liga Francesa, partida em que Neymar muito provavelmente não estará à disposição do treinador.

“Vamos esperar que esteja pronto para voltar, não sei se ele vai voltar amanhã para a partida de quarta-feira. Primeiramente ele precisa estar tranquilo com seu problema”, afirmou o espanhol.

Para Lúcio, PSG na Champions ‘tem que mostrar que não é só oba-oba’

Sorteio da Champions

Outro assunto abordado pelo técnico foi o sorteio dos confrontos das oitavas de final da Uefa Champions League. PSG e Real Madrid farão o duelo mais esperado nas oitavas de final desta fase.

“Não considero que tivemos o pior sorteio possível. Temos nível para enfrentar o Real Madrid. A Champions League consiste em medir forças com os melhores. Estamos contentes em desafiá-los”, disse o treinador, em entrevista à emissora BeIN Sports, assegurando que “o PSG está preparado para os embates”.

Tapa de calcanhar, assistência, outro gol e ainda mais; Mbappé roubou a cena contra o Lille

Por outro lado, se depender de seu retrospecto no Santiago Bernabéu, onde ocorrerá o jogo de ida da disputa, Emery não tem motivo algum para se animar. O espanhol nunca ganhou um jogo na casa dos merengues. Das 11 partidas em que esteve no estádio, perdeu dez e empatou uma. No entanto, sua equipe atual é muito mais qualificada em relação às que dirigia nas ocasiões (Almería, Valencia e Sevilla) e, de fato, tem totais condições de buscar um triunfo como visitante.

O jogo de ida entre Real Madrid e Paris Saint-Germain está marcado para ocorrer no dia 13 ou 14 de fevereiro, já em 2018. Dentre outros confrontos interessantes, o embate marca o encontro de Neymar com Cristiano Ronaldo, dois dos melhores jogadores do mundo na atualidade.

Comentários

Técnico do PSG comenta ida de Neymar ao Brasil e analisa duelo com Real: 'Não tivemos o pior sorteio'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.