Final da Sul-Americana vai fazer Flamengo ter o ingresso mais caro do Brasil em 2017

ESPN.com.br
Mauro analisa possíveis substitutos de Guerrero e explica como Flamengo pode rescindir com o atacante

Todos os ingressos para a final da Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira, contra o Independiente, no Maracanã, foram vendidos. Com os mesmos preços salgados da decisão da Copa do Brasil, a renda bruta deve ultrapassar os R$ 7 milhões para cerca de 56 mil pagantes.

Dinheiro que vai fazer o Flamengo superar com folga sua estimativa de receitas com bilheteria em 2017. E que também vai tornar o ingresso médio do clube o mais caro do futebol brasileiro na temporada.


Até agora, o clube carioca tem uma média de tíquete de R$ 57, só atrás do Palmeiras, com R$ 61. Confirmado o sucesso de público na decisão da Sul-Americana, o Flamengo vai encerrar 2017 com um preço médio de R$ 62, número muito acima da maioria dos grandes do país: o São Paulo, por exemplo, cobrou em média R$ 26 de seus torcedores por um ingresso.

Para o jogo diante dos argentinos, a diretoria do Flamengo cobrou ainda mais. Para quem é sócio-torcedor, as entradas iam de R$ 80 a R$ 245. Para o torcedor comum, os preços variavam de R$ 120 (meia-entrada) a R$ 645.

Cobrando muito caro, o Flamengo vai ultrapassar a estimativa de receitas com bilheteria que colocou em seu orçamento revisado. O clube apostou que iria arrecadar (de forma bruta) R$ 48,9 milhões vendendo ingressos. Com a renda da decisão de quarta-feira, vai se aproximar dos R$ 56 milhões, ou pouco mais de R$ 10 milhões em relação ao ano passado.

Depois de perder o primeiro jogo da decisão na Argentina por 2 a 1, o Flamengo precisa vencer por dois gols de diferença o Independiente para ficar com o título. Se vencer por um gol, o título será decidido nos pênaltis.