Sampaoli exalta elenco argentino, mas considera grupo na Copa complicado

Agência EFE

Jorge Sampaoli comentou sobre o grupo da Argentina
Jorge Sampaoli comentou sobre o grupo da Argentina EFE/Yuri Kochetkov

O técnico da Argentina, Jorge Sampaoli, declarou nesta sexta-feira, após o sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2018, que os demais rivais de sua seleção na primeira fase "darão briga" porque "têm poucas obrigações e muito entusiasmo".

"Temos um elenco para conseguir a classificação. São rivais com poucas obrigações e muito entusiasmo. A Copa é um torneio único, e eles darão briga. Dependerá de nós", disse Sampaoli ao canal argentino "TyC Sports".

A Argentina caiu no grupo D do torneio, também composto por Islândia, Croácia e Nigéria. Na opinião de Sampaoli, todas têm condições de avançar às oitavas de final.

"A Croácia tem um meio de campo incrível, é uma equipe forte. A Nigéria é imprevisível", analisou o treinador, que pretende trabalhar para melhorar o rendimento da seleção argentina em relação à sufocante campanha nas Eliminatórias Sul-Americanas, na qual só garantiu a vaga para a Copa do Mundo na última rodada.

"Sou abençoado por estar aqui e não vou desperdiçar essa oportunidade", afirmou Sampaoli, ao considerar o atacante Lionel Messi "o melhor jogador do mundo e da história" e traçar a meta de levar a Argentina à primeira posição do grupo.

A estreia da Argentina será no dia 16 de junho, contra a Islândia na Otkrytie Arena em Moscou. Depois, enfrentará a Croácia, no dia 21, e encerrará a participação na fase de grupos contra a Nigéria, no dia 26. 

Calçade diz que Sampaoli precisa ter calma com Argentina em montagem, mas avisa: 'É possível se construir ao longo do Mundial'

Campeão em 1986, Jorge Valdano diz que grupo da Argentina é "preocupante"

O ex-jogador e treinador argentino Jorge Valdano indicou que o grupo da Argentina é "preocupante".

"A Islândia é uma pedreira. A Croácia tem boa base, à espera do estado físico em que chegarão jogadores como Luka Modric e Ivan Rakitic. Contra a Nigéria, a Argentina foi derrotada recentemente. Não me parece um grupo cômodo, a princípio", disse Valdano em declarações em Moscou à emissora espanhola "GOL".

Campeão do mundo em 1986, o ex-atacante indicou que os argentinos jogaram "com muita angústia" nas eliminatórias, mas acredita que agora, que estão "livres", poderão "crescer coletivamente".

"Com Gonzalo Higuaín, Sergio Agüero e Leo Messi, a equipe tem que se ordenar um pouco. Só com isso já tem que estar entre os candidatos a ganhar a Copa", acrescentou.

Real x Barça na Copa: delicie-se com lances de Messi e Modric, camisas 10 que se enfrentam na fase de grupos

O ex-treinador de Tenerife, Real Madrid e Valencia também disse que a seleção ainda precisa mostrar mais futebol.

"A equipe ainda não apareceu. No coletivo, a Argentina tem que ser muito mais do que mostrou até agora. Messi tirou a seleção de um grande sufoco. Espero que a Argentina retribua a ele o favor sendo mais sólida do que foi até agora", afirmou.

Comentários

Sampaoli exalta elenco argentino, mas considera grupo na Copa complicado

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.