Marrocos e Tunísia se classificam e confirmam Copa do Mundo mais muçulmana da história

ESPN.com.br
Veja os melhores momentos de Costa do Marfim 0 x 2 Marrocos

Marrocos e Tunísia estão na Copa do Mundo de 2018!

Neste sábado, os marroquinos venceram a Costa do Marfim em confronto direto por 2 a 0, terminando na ponta do grupo C e carimbando o passaporte para o Mundial. No mesmo horário, a Tunísia ficou no 0 a 0 com a Líbia e fechou as eliminatórias na ponta do grupo A, também conquistando a vaga na Rússia. 

Os marroquinos voltam a um Mundial pela primeira vez desde 1998, enquanto a Tunísia volta a jogar após duas edições ausente.

Com isso, a Copa do ano que vem será mesmo a mais muçulmana da história.

Ao todo, serão sete países de população majoritariamente islâmica no torneio: Irã, Arábia Saudita, Egito, Nigéria e Senegal, que já haviam se classificado, mais Marrocos e Tunísia, que se classificaram neste sábado. 

No Irã, por exemplo, nada menos do que 99,4% da população é muçulmana, ou seja, cerca de 80 milhões de habitantes. O 2º colocado neste quesito é Senegal, com 95%, ou seja, mais de 14 milhões de pessoas. Depois, aparecem Egito e Arábia Saudita, que possuem 90% de muçulmanos em suas populações. 

Após 20 anos, Marrocos volta a se classificar para uma Copa do Mundo; veja a festa dos jogadores

Tunísia e Marrocos também chegam com porcentagens altíssimas: 99,1% de islâmicos em terras tunisianas, e 99% entre os marroquinos. O país que possui o menor número de muçulmanos é a Nigéria, com 50% da população. Ainda assim, como o país tem um número da habitantes gigantesco: 186 milhões, dos quais 93 milhões seguem o Alcorão. 

Assista aos melhores momento do empate entre Tunísia e Líbia por 0 a 0!


A diferença para a última Copa é notável. Em 2014, houve apenas cinco países de maioria islâmica, sendo que em três a porcentagem não era tão alta: 51% em Bósnia & Herzegovina, 50% na Nigéria e 42% na Costa do Marfim. 

Os outros eram Irã e Argélia, estes sim com mais de 90% de população muçulmana. 

Vale lembrar também que a Rússia possui 15% de islâmicos em sua população, ou seja, quase 22 milhões de pessoas.

Logo, somando os sete países que podem se classificar mais a nação sede, são mais de 400 milhões de muçulmanos.

Veja a festa da classificação da Tunísia para a Copa do Mundo de 2018

Os outros africanos classificados foram Egito, Nigéria e Senegal.

Comentários

Marrocos e Tunísia se classificam e confirmam Copa do Mundo mais muçulmana da história

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.