Martine Grael comanda o barco na segunda etapa da Volvo Ocean Race

espnW.com.br

Martine Grael comanda o barco na segunda etapa da Volvo Ocean Race
Martine Grael comanda o barco na segunda etapa da Volvo Ocean Race Divulgação

A velejadora Martine Grael decidiu continuar na Volvo Ocean Race após seu pai, Torben, sugerir que a atleta do team AkzoNobel revisse sua participação na maior competição de vela oceânica do mundo. 

Os problemas começaram em outubro, dias antes do início da volta ao mundo, quando estourou uma crise de gestão na equipe holandesa. 

O comandante Simeon Tienpont foi mandado embora do cargo e, depois, ganhou na justiça o direito de liderar o barco. Isso gerou um racha, e o brasileiro Joca Signorini foi um dos que deixou o grupo.

Em Alicante, local da largada da primeira etapa, Torben Grael disse que a filha só foi para a primeira etapa por respeito aos patrocinadores e ao público. 

Mas a campeã olímpica se entrosou com o grupo e voltou a sorrir. Hoje, já tem função importante a bordo do time que largou no último domingo para a segunda etapa, de Lisboa até a Cidade do Cabo: ela está no comando, timoneando o barco.

Martine Grael disputa a Volvo Ocean Race, Volta ao Mundo de vela

Antes da saída, a brasileira 'desenhou' a prova. "Tem sempre onda vindo de todos os lados. São sistemas diferentes passando pela gente e é legal de timonear. Mas é preciso ter coordenação com o resto da tripulação para ajustar as velas.'' 

Martine Grael, campeão olímpico no Rio de Janeiro, no ano passado, está em quarto lugar no geral.

Comentários

Martine Grael comanda o barco na segunda etapa da Volvo Ocean Race

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.