Na Justiça, editora de Romário detona a CBF e Del Nero: 'Tem medo de ser preso'

Diego Garcia, do ESPN.com.br
Marco Polo Del Nero é o presidente da CBF
Marco Polo Del Nero é o presidente da CBF Leo Correa/Mowa Press

A Editora Planeta do Brasil, que publicou o livro do senador Romário que revela bastidores do crime organizado no futebol brasileiro, deu um duro golpe na CBF e em seu presidente Marco Polo Del Nero.

Na Justiça, a editora rebateu ação movida pela CBF que visava abafar a obra "Um olho na bola, outro no cartola", que trouxe detalhes sobre a CPI do Futebol, além de tornar públicos documentos do caso.

Em petição enviada na última sexta-feira ao qual o ESPN.com.br teve acesso, a editora detonou a Confederação Brasileira de Futebol. "A obra torna público (se já não o fosse) uma série de atos ilícitos praticados pelos dirigentes da notificante (os anteriores e os atuais)".


E continuou: "nenhum desses dirigentes teve coragem de se insurgir contra o autor (Romário) porque seus ilícitos já sejam de domínio público, uma vez que seu atual mandatário com medo de ser preso no exterior não pode sequer acompanhar as viagens da Seleção Brasileira de futebol", atacou a editora.

Vale lembrar que Del Nero não vai a um jogo da seleção no exterior - ou sequer deixa o Brasil - desde que o escândalo da Fifa estourou e prendeu diversos cartolas pelo mundo do futebol.

Não parou por aí a petição da Planeta do Brasil. "Sem contar ainda que o mandatário anterior (José Maria Marin) cumpre prisão domiciliar em Nova Iorque, Estados Unidos da América".

Romário lança o livro 'Um olho na bola, outro no cartola' em São Paulo

Sobrou até espaço para ironizar a ação movida pela CBF que visou impedir o lançamento do livro de Romário, alegando que se tratavam de documentos sigilosos. 

"A notificante anexou em sua exordial longo voto do ministro Dias Toffoli, do STF, que de forma consistente versa sobre o dever de preservação de dados reservados e o dever de preservação dos registros sigilosos. Com certeza, o Senado Federal, ao publicar documentos em seu site e disponibilizá-los a quem desejar deles ter conhecimento, muito provavelmente o faz acatando tais princípios".

Fred considera resultado ruim contra o Botafogo: 'Vieram com a equipe bem fechada'

A editora também atacou o que ocorre no mundo do futebol do país atualmente.

"Interessa a todos os brasileiros o que ocorre nos bastidores do futebol, sendo de amplo conhecimento público as falcatruas cometidas nos campeonatos regionais, sobretudo os desvios escandalosos praticados na Copa 2014 e Olimpíada 2016", definiu a petição.

CBF e Del Nero detonados, chances de rebaixamento e salários para Paquelet; os destaques do ESPN.com.br

A CBF moveu o provesso no fim de agosto para impedir o lançamento em setembro, mas viu a Justiça rejeitar o pedido.

A decisão judicial disse que a CBF "não especifica e nem discrimina quais são, exatamente, os dados e documentos que viriam a público e que ofenderiam a garantia à privacidade e intimidade das pessoas a quem se referem" e define o futebol como "bem público cultural da população brasileira", dizendo que tais fatos devem ser publicados.

Comentários

Na Justiça, editora de Romário detona a CBF e Del Nero: 'Tem medo de ser preso'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.