Marrocos substitui Quênia e será sede do Campeonato Africano de Nações

EFE
Marrocos substituirá o Quênia
Marrocos substituirá o Quênia Divulgação

Marrocos será a sede do Campeonato Africano de Nações, torneio em que são escalados apenas jogadores das ligas locais, em substituição ao Quênia, que está com as obras de construção de estádios atrasadas, segundo anúncio feito pela confederação continental neste domingo após reunião de urgência de seu Comitê Executivo.

Depois do encontro realizado às pressas na noite deste sábado em Lagos, na Nigéria, o Comitê decidiu que Marrocos será o encarregado de organizar a competição, que será disputada de 12 de janeiro a 4 de fevereiro, descartando Guiné Equatorial, o outro país que havia se candidatado.

Dessa forma, Marrocos será sede de um grande torneio desde 1988, quando recebeu a Copa Africana de Nações, principal torneio do continente. O país receberia a CAN novamente em 2015, mas a confederação optou por levar a competição para Guiné Equatorial devido ao surto de ebola em algumas regiões próximas.

 A Federação de Futebol da Etiópia, que foi eleita sede do campeonato africano de 2020, tinha mostrado interesse em se antecipar, mas não obteve o apoio do governo.

O CHAN, como a competição também é conhecida, acontece de dois em dois anos, em anos pares, enquanto a CAN, mais tradicional, acontece nos anos ímpares. Tem 16 seleções, que não podem convocar atletas que atuem no futebol estrangeiro.

Comentários

Marrocos substitui Quênia e será sede do Campeonato Africano de Nações

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.