PASSAPORTE CARIMBADO - Rússia-2018: Sérvia

ESPN.com.br
SÉRVIA

Com a vitória por 1 a 0 sobre a Geórgia, a Sérvia carimbou seu passaporte para mais uma Copa do Mundo, voltando a jogar o torneio após não conseguir a classificação em 2014. Será o 2º Mundial dos sérvios como nação independente - antes, o país disputou uma edição como Reino da Iugoslávia, sete como República Socialista da Iugoslávia, uma como República da Iugoslávia e uma como Sérvia & Montenegro. A equipe vem de uma ótima eliminatória, sofrendo só uma derrota, e com seis triunfos e três empates nos outros jogos. Com uma defesa sólida, um meio-campo talentoso e um ataque forte, o time agora vai em busca de superar as melhores campanhas da histórias, conseguida nos tempos de Iugoslávia: o 4º lugar nas edições de 1930 e 1962. Ou ao menos de evitar um vexame como em 2010, quando frustrou a expectativa da torcida e caiu ainda na fase de grupos...

Assista ao gol de Sérvia 1 x 0 Geórgia
  • Técnico

SLOVOLJUB MUSLIN
Ex-zagueiro central, foi ídolo do Estrela Vermelha, conquistando três campeonatos nacionais e sendo vice da Copa da Uefa em 1978/79. Aposentou-se em 1987, pelo Caen-FRA e iniciou sua carreira de treinador dois anos depois, no Brest. Seu grande trabalho, porém, veio na temporada 1995/96, quando comandou o Bordeaux de Zidane, Lizarazu e Dugarry (todos seriam campeões do mundo em 1998 com a França), chegando até a final da Copa da Uefa, mas perdendo para o Bayern de Munique de Kahn, Matthäus e Klinsmann. Depois, passou por diversas equipes, incluindo duas vezes pelo Estrela Vermelha, antes de assumir a seleção sérvia em 2016, após a demissão de Radovan Curcic, que não conseguiu classificar o time para a Eurocopa. Em pouco mais de um ano de trabalho, Slovoljub Muslin colocou a casa em ordem e conquistou a torcida com uma ótima campanha nas eliminatórias da Copa-2018, indo com muita moral para o Mundial da Rússia.

  • Craque

NEMANJA MATIC
Matic é um jogador que aparece pouco para a torcida, mas costuma "acertar" o meio-campo dos times que passa. Ele surgiu no Kolubara-SER e passou pelo Kosice-ESQ antes de chamar a atenção do Chelsea, que o contratou em 2009 por apenas 1,5 milhão de libras (R$ 6,2 milhões, na cotação atual). Inicialmente, porém, ele não achou espaço nos Blues, e só foi estourar mesmo para o cenário europeu em 2011, quando foi comprado pelo Benfica por 5 milhões de euros (R$ 18,45 milhões, na cotação atual) após se destacar durante empréstimo do Chelsea ao Vitesse-HOL na temporada 2010/11. Em Portugal, o sérvio arrebentou, jogando o fino da bola e conquistando um Português e uma Taça da Liga, acabando com o domínio do Porto no país. O Chelsea, por sua vez, se interessou de novo e comprou Matic de volta pelo quíntuplo do valor que havia vendido: 25 milhões de euros (R$ 92,25 milhões). Desta vez, ele se firmou e foi titular tanto com José Mourinho quanto com Antonio Conte, vencendo duas Premier Leagues, uma FA Cup e uma Copa da Liga. Na última janela de transferências, o Manchester United ofereceu, a pedido de Mourinho (admirador de sua categoria), incríveis 44,7 milhões de euros (R$ 165 milhões) por seu futebol, e os Blues toparam vendê-lo para os Red Devils. O atleta é conhecido por sua incrível qualidade no passe, além de ser um ótimo finalizador de longa distância - em 2014, ele ficou em 2º lugar no Prêmio Puskas por um golaço de voleio que fez da entrada da área em um clássico Benfica x Porto. Matic ainda fala português fluente, devido aos anos em que viveu em Portugal.

 

  • Ficha do país

  • Capital: Belgrado

    Área: 88.361 km²

    Habitantes: 7.058.322 (2016)

    PIB: US$ 37,739 bilhões (2017)

  • Campanha nas eliminatórias
  • 1ª colocada do grupo D

  • Títulos
  • 0

  • Desempenho em Copas
1930 4º lugar
1934 Não se classificou
1938 Não se classificou
1950 Eliminada na fase de grupos (5º lugar)
1954 Eliminada nas 4ªs de final (7º lugar)
1958 Eliminada nas 4ªs de final (5º lugar)
1962 4º lugar
1966 Não se classificou
1970 Não se classificou
1974 Eliminada na 2ª fase (7º lugar)
1978 Não se classificou
1982 Eliminada na fase de grupos (16º lugar)
1986 Não se classificou
1990 Eliminada nas 4ªs de final (5º lugar)
1994 Banida pela Fifa
1998 Eliminada nas 8ªs de final (10º lugar)
2002 Não se classificou
2006 Eliminada na fase de grupos (32º lugar)
2010 Eliminada na fase de grupos (23º lugar)
2014 Não se classificou
Comentários

PASSAPORTE CARIMBADO - Rússia-2018: Sérvia

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.