Ao menos 58 morrem em tiroteio em hotel de Las Vegas famoso por sediar lutas de boxe e MMA

ESPN.com.br
Atirador abriu fogo contra público que participava de festival de música
Atirador abriu fogo contra público que participava de festival de música David Becker/Getty Images

Ao menos 58 pessoas morreram e mais de 515 ficaram feridas na madrugada desta segunda-feira depois que um atirador abriu fogo contra o público de um festival de música country, realizado nas proximidades do hotel Mandalay Bay, em Las Vegas, nos Estados Unidos. O complexo é famoso por sediar diversos eventos esportivos, como lutas de boxe e de luta-livre, jogos de pré-temporada da NBA e de pós-temporada da NCAA, campeonatos de e-sports e mais de 30 edições do UFC. 

Esse foi o pior incidente do tipo na história moderna dos Estados Unidos.

Tudo aconteceu durante o show do cantor Jason Aldean, que estava se apresentando quando os tiros começaram a ser ouvidos. Imediatamente, muitos se abaixaram para tentar se proteger, enquanto outros participantes saíram correndo em desespero, inclusive Aldean. Cerca de 22 mil pessoas estavam no local.

A Swat, esquadrão especial da polícia norte-americana, foi imediatamente acionado e matou o suspeito, que estava atirando de uma janela no 32º andar do Mandalay Bay em direção ao público. O criminoso foi identificado como Stephen Paddock, de 64 anos, e a polícia comunicou que está à procura de uma mulher chamada Marilou Danley, que seria comparsa do atirador, além de dois carros.

Em coletiva, as autoridades informaram que dois dos 58 mortos eram policiais de folga. Dois outros policiais, estes em trabalho, foram encaminhados ao hospital, um deles em condição crítica, enquanto o outro sofreu apenas ferimentos leves.

O xerife Joe Lombardo, chefe da polícia de Las Vegas, também descreveu o suspeito como um "lobo solitário", e avisou que boatos que surgiram nas redes sociais de que havia mais atiradores no Mandalay Bay são "totalmente falsos". 

20 mortos e mais de 100 feridos já foram confirmados pela polícia de Las Vegas
20 mortos e mais de 100 feridos já foram confirmados pela polícia de Las Vegas David Becker/Getty Images

"Até o momento acreditamos que ele atuou sozinho, como um criminoso do tipo 'lobo solitário, mas tudo está sob controle agora", salientou Lombardo.

Portanto, nenhuma ligação com qualquer grupo terrorista foi comprovada. A polícia, inclusive, disse que o criminoso era morador de Las Vegas, e que a motivação do ataque ainda precisa ser esclarecida após investigações.

O incidente também fez vários voos que se dirigiam para o Aeroporto Internacional de Las Vegas serem cancelados, enquanto voos locais não decolaram. 

Policiais mataram suspeito, que atirou do 32º andar do hotel Mandalay Bay
Policiais mataram suspeito, que atirou do 32º andar do hotel Mandalay Bay David Becker/Getty Images

Via Twitter, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, desejou pêsames aos afetados pelo atirador: "Minhas condolências às vítimas e aos familiares do terrível tiroteio em Las Vegas. Deus abençoe todos vocês", escreveu o político.

O hotel Mandalay Bay tem longa tradição de sediar eventos esportivos. O local é uma das principais sedes do UFC, tendo realizado 32 edições do Ultimate. A última foi em maio do ano passado (UFC Fight Night: Almeida vs. Garbrandt). Diversos combates de brasileiros já aconteceram lá, como a vitória de José Aldo sobre Frankie Edgar, no UFC 156, a derrota de Lyoto Machida para Chris Weidman, pelo UFC 175, e o famoso nocaute de Anderson Silva em Vítor Belfort, pelo UFC 126. 


Recentemente, o local, que comporta 12 mil pessoas, sediou também diversas grandes lutas de boxe, jogos de basquete e campeonatos de alguns e-sports, como as finais do 2016 North American League of Legends Championship Series e as decisões dos EVO (torneio de jogos virtuais de luta) de 2016 e 2017.

Comentários

Ao menos 58 morrem em tiroteio em hotel de Las Vegas famoso por sediar lutas de boxe e MMA

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.