Contratado por R$ 33 milhões, ex-São Paulo se encanta com Bielsa na França: 'Faltam técnicos como ele'

Vladimir Bianchini, do ESPN.com.br

Thiago Mendes em ação pelo Lille, da França
Thiago Mendes em ação pelo Lille, da França Getty Images

Contratado por R$ 33 milhões pelo Lille em junho deste ano, Thiago Mendes precisou fazer uma importante escolha para sua carreira.

Apesar de ser um dos principais jogadores do São Paulo e querido pelo técnico Rogério Ceni, o volante de 25 anos viu na proposta  do clube francês uma chance única de trabalhar com Marcelo Bielsa.


"Quando me falaram que ele era o treinador do Lille já me imaginei jogando. Eu sempre o admirei. Hoje estou aqui jogando porque é um excelente técnico do meu ponto vista, um dos melhores do mundo”, disse, ao ESPN.com.br.

“É um treinador diferenciado dos demais. Algo que no Brasil não tem. Acho que faltam técnicos assim como ele", falou.

Thiago Mendes ficou bastante animado depois de conhecer o argentino pessoalmente.

"No primeiro encontro, o Bielsa já me deixou bastante à vontade e me senti em casa. Conversamos sobre o que ele queria que eu fizesse e as intenções dele para o Lille. Isso me motivou ainda mais para trabalhar no clube", garantiu.

O volante ainda passa por uma fase de adaptação ao futebol europeu. Para isso, conta com a ajuda dos brasileiros Luíz Araújo, seu ex-companheiro de São Paulo, e de Thiago Maia, ex- Santos.

"O idioma ainda está um pouco complicado, mas estou estudando para aprender o mais rápido possível o francês. É um pouco difícil, mas vou tirar de letra. É sempre bom ter jogadores que falam o mesmo idioma porque ajuda na convivência", afirmou. 

Após um bom começo no Lille, Thiago Mendes sofreu uma contusão na derrota por 3 a 0 para o Strasbourg, em agosto deste ano. O volante voltou a ser relacionado somente na derrota por 4 a 0 para o Monaco, na última sexta-feira (22/09).

Com duas assistências de Luiz Araújo, Lille vence o Rennes por 4 a 2 em amistoso
  •  'Ele é preocupado com os mínimos detalhes'

Conhecido como ‘El Loco’, Marcelo Bielsa realmente não é nada comum. Após chegar ao Lille dispensou 11 jogadores, via mensagem de texto, incluindo Eder, o atacante que fez o gol do título de Portugal na Euro 2016, e Río Mavuba, ex-capitão do time. 

Ele também aplicou questionário com cerca de 200 perguntas para aos atletas. Os assuntos abordados variavam de filmes e músicas preferidas até a opinião sobre a pobreza mundial.

"Eu sei que teve os questionários, mas quando eu estava no departamento médico e não acompanhei isso. Mas os jogadores me disseram que perguntou muitas coisas mesmo”, contou Thiago Mendes.  

Marcelo Bielsa comanda o Lille
Marcelo Bielsa comanda o Lille Getty

Além disso, espalhou mais de 200 frases pelo Centro de Treinamento do clube. “Eu vi isso, mas era tudo em francês. A gente não entendeu muito, infelizmente (risos). Mas tentamos traduzir algumas coisas", relatou.

Bielsa é conhecido por não ter meias palavras. É bastante franco, algo que impressionou o ex-volante do São Paulo.

"Ele me deixou bastante à vontade pra fazer o que eu já fazia no futebol brasileiro. Ele fala tudo diretamente para você. A sinceridade dele é essencial para a carreira de um atleta. A gente precisa sempre escutar isso para não cometer os mesmos erros que cometia antes de vir para cá. Ele chama para conversar, diz onde está certo e onde está errado. E assim vou me ajustando ao modo que ele espera", admitiu.

A paixão de Bielsa pelo trabalho está acima até mesmo dos luxos pessoais. O treinador mora no CT do Lille em um quarto de pouco mais de 30 m² onde antes era um depósito.

"Ele estuda bastante e é preocupado com os mínimos detalhes. Ele conhece tudo de um jogador. Aonde erra ou acerta e analisa os 90 minutos dele em campo, seja em jogo oficial ou treino", observou.

"Ele se preocupa com a forma física do jogador e quer saber do lado humano também. Toda vez que nos encontra ele pergunta como está a família. Se as coisas fora do campo estão bem”, relatou.

Amistoso internacional: Melhores momentos de Stade de Reims 0 x 2 Lille

Por ser um apaixonado por táticas, o brasileiro se identificou com o estilo do novo treinador.

"Eu acompanho muito o futebol brasileiro. Ele é bem diferente [dos treinadores brasileiros] nas características e estratégias de jogo, incluindo a forma de marcação. Os treinos dele são mais longos e intensos”, explicou.

“Você precisa treinar exatamente como joga, sempre em alto nível, para não cair de rendimento. Ele procura tirar de você o máximo em cada treino. Gosta muito de estar ali dentro de campo. Ele mostra no trabalho que está querendo vencer o tempo todo. Isso é um diferencial dele", analisou.

Marcelo Bielsa se anima e canta para jogadores do Lille; veja

A campanha do Lille não é nada boa. A equipe tem apenas cinco pontos ganhos e ocupa a 17ª posição no Campeonato Francês 

Comentários

Contratado por R$ 33 milhões, ex-São Paulo se encanta com Bielsa na França: 'Faltam técnicos como ele'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.