Há 10 anos, em 'campinho' para 1.500 pessoas, Guardiola virava técnico; quem estava lá conta como ele era

Antônio Strini, Guilherme Nagamine e Vladimir Bianchini, do ESPN.com.br

Guardiola ao lado de Tito Villanova no Barcelona B
Guardiola ao lado de Tito Villanova no Barcelona B Reprodução/Twitter

Sem qualquer tipo de glamour e para um público restrito.

Foi assim que, há dez anos, começou a vitoriosa carreira de treinador de Pep Guardiola, com direito a mais de 20 títulos - incluindo duas taças da Uefa Champions League. E logo no Barcelona, onde deixou sua herança como jogador.

Mas não no comando de Messi, Eto'o e Henry, com quem encantaria o mundo.

Logo após se aposentar como jogador pelo Dorados-MEX, em 2006, ele resolveu viajar por vários lugares do mundo para aprender futebol antes de começar a exercer a nova função.

Sua primeira oportunidade foi no time B do Barcelona, que disputou a Tercera División (quarto nível do Campeonato Espanhol) na temporada 2007/2008.

A estreia no torneio foi no pequeno Camp Municipal d´Esports, um estádio localizado na cidade de Premià de Mar, na Catalunha, com capacidade para apenas 1.500 torcedores.

No gramado artificial, os comandados por Guardiola não saíram de um empate por 0 a 0 contra o Club Esportiu Premià.

"Com o rebaixamento no ano anterior, o objetivo que começamos aquela temporada era claro: subir. Em teoria, eu tinha que sair do clube, mas Pep me convenceu a continuar", disse o zagueiro Marc Valiente, ex-jogador do Barcelona B, atualmente no Eupen-BEL, ao ESPN.com.br.

O defensor percebeu logo de cara que não trabalharia com um técnico convencional.

"Desde o primeiro dia já mostrou sua filosofia, sua paixão pelo futebol, ficava nítido em todas as palavras que dizia. Ele gosta muito de futebol, tenta sempre melhorar. Ele nos ensinava, nos transmitia coisas que ele pensava do futebol. Era um estilo próprio, diferente do dos demais", contou.

Pep Guardiola completa 10 anos como técnico neste sábado; veja a crônica de André Kfouri

Guardiola passava muito tempo criando exercícios táticos e analisando cada detalhe e aspecto de seu jogo com seu assistente Tito Vilanova - morto em 2014 após sucumbir a um câncer na glândula parótida.

"Nas primeiras semanas ele fazia um treino muito tático, gostava de corrigir erros através de vídeos. Ele fazia cortes a nível de time e de jogadores também", observou.

Marc Valiente em ação pelo Barcelona B: um dos primeiros aprendizes de Guardiola
Marc Valiente em ação pelo Barcelona B: um dos primeiros aprendizes de Guardiola Divulgação/Site Barcelona

“Todos sabem que Guardiola é um dos que mais trabalha para tentar melhorar tecnicamente os atletas no dia-a-dia. A mensagem que ele passou aos jogadores desde o primeiro dia era de que eles eram os melhores”.

O treinador espanhol tinha uma convivência muito próxima de seus jovens atletas, participando com eles de jantares após as partidas. Ele se preocupava até mesmo com os aspectos fora do campo.

"Guardiola tem personalidade forte e gosta de ter as coisas sob controle, que todos se submetam a seus métodos. É um apaixonado. Sua qualidade como jogador também mostrou como técnico", elogiou Valiente.

O hoje técnico do Manchester City já era bastante rigoroso com a disciplina dentro do elenco: quem chegasse atrasado aos treinos recebia uma multa, e o dinheiro era revertido para instituições de caridade.

 

  • Campanha terminou com título

O Barcelona terminou a primeira fase da Tercera División (com 20 equipes) na liderança do Grupo 5, com 83 pontos ganhos. Foram 25 vitórias, 8 empates e 5 derrotas.

Nos playoffs, o time de Guardiola eliminou o Castillo CF com vitórias por 6 a 0 em casa e 2 a 0 fora. Em seguida, o Barça passou pelo UD Barbastro com triunfos por 2 a 0 e 1 a 0. Com isso, garantiu o título da competição e o acesso para a Segunda División B, o equivalente à terceira divisão espanhola.

Os bons resultados e o futebol atraente chamaram a atenção de Txiki Begiristain, então diretor esportivo do Barcelona. Ele e vários membros da diretoria, muitas vezes, foram assistir aos jogos do time B no Miniestadi. Já no Barça principal, três nomes hoje conhecidos foram promovidos: Sergio Busquets, Thiago Alcántara e Pedro Rodríguez.

Guardiola tem dez anos de carreira
Guardiola tem dez anos de carreira Getty

“Principalmente com a experiência, era seu primeiro ano de treinador, de fora já diziam que quando jogador era como treinador dentro de campo. Essa experiência deu a ele um trato distinto para com os jogadores, de quando ele também atuava, para agora como técnico”, observou Valiente.

“Era um bom início para ele começar no time filial, uma equipe que tinha vontade de escutá-lo, e isso o levou a ter um bom ano e assumir o Barcelona com respeito”, afirmou.

Com o fracasso da equipe principal na temporada 2007/2008, que terminou na terceira posição de LaLiga, Guardiola foi convidado para assumir o lugar de Frank Rikjaard.

 “Logo em seu primeiro ano como treinador era difícil ver que treinaria o melhor Barça da história, um dos melhores Barças da história, e seguiria triunfando por onde passasse. Já marcou desde o início um plano de pensar, de fazer, que lhe serviu para todos os triunfos”, reconheceu Valiente.

  • Elenco campeão

Time utilizado em partida contra o San Andreu na temporada 2007/2008
Time utilizado em partida contra o San Andreu na temporada 2007/2008 @barcabstuff

Em pé: Oie Olazábal, Pedro Botia, Sergio Busquets e Emilio Guerra e González. Agachados:  Pedro Rodríguez, Alex Bolaños, David Córcoles, Víctor Sanchez, Jeffrén Suárez e Víctor Espasandín.

O elenco ainda contava com os jogadores Thiago Alcântara, Iago Falque, Gai Assulin, Dani Toribio, Chico Flores, Xavi Torres e Marc Valiente.

Comentários

Há 10 anos, em 'campinho' para 1.500 pessoas, Guardiola virava técnico; quem estava lá conta como ele era

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.