Serena Williams promete voltar em janeiro e fala sobre racismo: ‘Eu sou negra e por isso pareço ser má?”

espnW.com.br

O que aconteceria se Serena Williams enfrentasse os melhores tenistas do mundo? Veja o resultado
O que aconteceria se Serena Williams enfrentasse os melhores tenistas do mundo? Veja o resultado []

Depois de vencer o Australian Open, primeiro Grand Slam do ano, a tenista Serena Williams tirou a temporada de folga ao anunciar sua gravidez. No entanto, isso não a tirou dos holofotes.

Em entrevista à revista de moda Vogue, a atleta revelou que, mesmo tornando-se mãe no fim deste ano, estará pronta para voltar em janeiro e defender o título do torneio. Além disso, ela também discutiu sobre carreira e racismo no esporte.

“É muito difícil definir como será o fim da sua carreira no tênis. Eu achava que quando tivesse filhos, iria me aposentar. Mas não, eu com certeza quero voltar. Essa gravidez me deu uma nova força”, revelou.

A palavra “força” é muito vinculada à tenista, e isso parece incomodá-la, já que dá a entender que essa seja a sua única qualidade. “Acho que tenho uma relação de amor e ódio com isso”, disse.

“No começo, eu não gostava quando diziam que eu e a minha irmã éramos jogadoras fortes. Uma vez li que a única razão pela qual eu ganhava era porque meus saques eram maiores. Na verdade, a razão pela qual eu ganho é porque eu uso o meu cérebro”, desabafou.

Ela também conta que isso está relacionado ao fato de as pessoas criarem uma imagem sobre ela que não existe, de uma pessoa ‘séria’ e ‘dura’: “Eu sinto que as pessoas acham que eu sou má”, conta.

“A Maria Sharapova não fala com ninguém e mesmo assim é vista pelo público como uma pessoa legal. Por que isso acontece? É porque sou negra, então tenho cara de má?” questionou a atleta.

“Essa é a sociedade na qual vivemos, é a vida. Dizem que os americanos negros precisam ser duas vezes mais legais do que os brancos, especialmente as mulheres”, acrescentou.

Em abril deste ano, inclusive, a jogadora foi vítima de racismo. Em uma coletiva de imprensa, o ex-tenista romeno, Ilie Nastase, pergunto a todos de que cor o seu bebê iria nascer, já que o pai, o empresário Alexis Ohanian, é branco. “Vamos ver de que cor ele nascerá. Chocolate com leite, talvez?”.

Apenas um mês antes, o mesmo atleta teria insinuado que Williams estivesse sobre o efeito de doping, e que os tenistas norte-americanos teriam um tratamento especial em relação ao assunto. “O caso da Serena está bem claro. Você já olhou para ela?”, questionou o ex-jogador, mais uma vez em tom pejorativo, insinuando os músculos da atleta.

Essa não foi a primeira vez que Nastase se envolveu em polêmicas relacionadas aos seus comentários preconceituosos.

Na época, Serena respondeu com um comentário no Instagram. “Fico muito desapontada em ver que ainda vivemos em uma sociedade onde pessoas como Ilie Nastase fazem comentários racistas relacionados a mim e ao meu filho, que ainda nem nasceu”.

“Não fale de mim e, principalmente, não fale do meu bebê. Sobre o doping, eu sou testada o tempo todo. Não vou colocar veneno no meu corpo. Seu não posso te vencer, com certeza não vou trapacear para ganhar. Fim de história” desabafou a tenista.

Comentários

Serena Williams promete voltar em janeiro e fala sobre racismo: ‘Eu sou negra e por isso pareço ser má?”

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.