Marcelo Melo conta brincadeiras e apostas com Federer em Wimbledon

Gazeta Press
Getty
Assim como Federer, Marcelo Melo foi campeão em Wimbledon
Assim como Federer, Marcelo Melo foi campeão em Wimbledon
Um título de Wimbledon gera experiências que vão muito além das quadras. Após o título na chave de duplas, Marcelo Melo, junto do polonês Lukasz Kubot, participou do jantar dos campeões ao lado da lenda do tênis Roger Federer, que faturou seu oitavo troféu na grama sagrada jogando na chave de simples. De volta ao Brasil, o tenista mineiro revelou a sensação de estar em um evento tão exclusivo e recheado de tradição.

“No jantar dos jogadores ele [Roger Federer] levantou, veio na nossa mesa, fez questão de dar os parabéns para todos que estavam lá. Parte da minha felicidade também se devia ao fato de Federer ter ganhado o título no mesmo ano que eu, porque, para mim, ele é a melhor figura para representar o tênis. Ele até comentou sobre a chave do torneio seguinte, perguntou se eu ia jogar. Ele acompanha o que está acontecendo nos outros torneios”, disse Marcelo Melo.

Mas não foi apenas no jantar dos campeões de Wimbledon que Marcelo Melo teve contato com o maior campeão do tênis de todos os tempos. Durante o torneio inglês, os dois se encontraram uma série de vezes por conta da proximidade entre os armários em que guardavam seus pertences.

“O Federer estava em um locker [armário] do lado do meu, então cruzava com ele todo dia praticamente. Ele acompanha muito as duplas, fazíamos algumas apostas, brincadeiras. Ele sempre vinha, dava os parabéns. Quando fomos para a final, ele nos parabenizou”, revelou o ‘Girafa’.

Com a vitória do último sábado, em Londres, Marcelo Melo também retornou ao número um do ranking de duplas da ATP. O brasileiro soma atualmente 9.220 pontos, à frente do finlandês Henri Kontinen, que acumula 7.940 pontos. O australiano John Peers aparece em terceiro, com 7.620 pontos. Em 2015, o tenista mineiro já havia permanecido no topo do ranking por 26 semanas.