Na Europa, ex-Corinthians encontrou Ronaldinho e recebeu conselhos; minutos depois, fez gol antológico

Vladimir Bianchini, do ESPN.com.br
 


Ex-Corinthians, Léo Jabá estreia com golaço na primeira rodada do Campeonato Russo

Léo Jabá teve uma estreia inesquecível pela primeira rodada do Campeonato Russo desta temporada. Além de conhecer o ídolo Ronaldinho Gaúcho antes da partida, o ex-atacante do Corinthians fez uma pintura na vitória do Akhmat Grozny sobre o Amkar por 1 a 0 no último domingo.

"Foi incrível! É um cara que via na televisão e vim conhecer aqui. Ele nos tratou super bem. Fiquei feliz por fazer o gol e ver o sorriso dele", disse, ao ESPN.com.br.

O ex-camisa 10 do Barcelona foi conhecer o clube russo a pedido do presidente Ramzan Kadyrov e deu até o pontapé inicial da duelo. Além disso, o astro entrou no vestiário e abraçou cada um dos jogadores do Akhmat.

Para os brasileiros, ele deu um conselho especial.

"Só tive contato com ele antes de entrar em campo e foi rápido. Gostaria de ter mais tempo. Foi legal, fiquei feliz em vê-lo porque é um ídolo. Ele falou para gente: ‘Joguem com ousadia e alegria'".

Léo fez exatamente isso.

Aos 39 minutos de jogo, ele recebeu um lançamento pelo lado esquerdo do ataque e deixou um defensor para trás. Logo em seguida, driblou o goleiro e ainda deixou outro zagueiro deitado no chão antes de empurrar para o fundo das redes.

"Nunca esperava marcar um golaço logo no meu primeiro jogo. Repercutiu demais, aonde vou aqui o pessoal para pra tirar foto. Estou feliz demais pelo reconhecimento".

"Uma vez fui pagar a conta do jantar e teve dois torcedores que me reconheceram. Eles não me deixaram pagar (risos). E ainda tiraram uma foto imitando minha comemoração", relatou.

  • 'Quero mostrar meu futebol'

Destaque nas categorias de base do Corinthians, o jogador disputou 20 partidas pela equipe principal alvinegro e marcou um gol, contra o Linense, pelo Campeonato Paulista de 2017.

Com menos espaço no ataque do time comandado por Fábio Carille, o brasileiro foi negociado por cerca de 2 milhões de euros (R$ 7,5 milhões) com o Akhmat Grozny.

"Meus empresários cuidaram disso junto com meus pais. Sempre deixei pra eles resolverem tudo e só me preocupo em ficar focado em jogar bem no Corinthians. O que pesou foi a oportunidade de jogar no exterior. Era um projeto muito bom de jogar na Europa, então aceitei. Quero mostrar meu futebol e sei que fazendo um bom campeonato posso ir para outras ligas", analisou.

Além disso, o ex-corintiano marcou dois na vitória por 5 a 0 contra o FC Angusht Nazran, da terceira divisão russa, em partida amistosa.

Zé Elias, Jô e Léo Jabá relembram estreias no profissional do Corinthians 

O Akhmat Grozny, que antes se chamava Terek Grozny, mudou de nome para homenagear Akhmad Kadyrov, presidente checheno morto em um atentado em 2004. O clube é comandado por seu filho, Ramzan Kadyrov.

Apesar das peculiaridades da região, que já teve diversas rebeliões por conta dos separatistas, Jabá está concentrado apenas em sua carreira.

Divulgação
Jabá marcou em sua estreia
Jabá marcou em sua estreia

"Estou adorando essa experiência. Para mim está sendo tudo novo: cultura e língua são tudo diferentes. Vou evoluir bastante e amadurecer. Sou jovem e estou aprendendo cada dia mais. Aqui é uma cidade muçulmana, teve guerra uns anos atrás então a cidade é nova, mas já estou me adaptando. Daqui a pouco meus pais e meu irmão estarão aqui comigo pra me ajudar também", afirmou.

Além disso, ele conta com os outros brasileiros que jogam no Akhmat Grozny.

"Fui recebido muito bem, tem um tradutor que acompanha a gente e que ajuda bastante e temos o Rodolfo [ex-zagueiro do Vasco] que é um cara fenômeno que está ajudando demais na comunicação em tudo", contou.

"Ainda não peguei o frio aqui (risos). Mas o que me deixou surpreso foi não poder usar bermuda aqui em Grozny. É da cultura só pode sair de calça, e não pode andar de mãos dadas com sua esposa. Então é uma cultura diferente e estou gostando do que estou vivendo", garantiu.

O atacante ainda mantém bastante contato com os companheiros dos tempos de Corinthians.

'Minha inspiração é no Sheik', diz Léo Jabá

"O Brasil é minha casa, onde estão meus amigos e familiares. Lógico que sinto saudades, mas para conquistar um futuro melhor temos que abrir mão de algumas coisas. Espero fazer uma boa temporada com muitos gols e ajudando meus companheiros a chegar aos nossos objetivos", finalizou.

Comentários

Na Europa, ex-Corinthians encontrou Ronaldinho e recebeu conselhos; minutos depois, fez gol antológico

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.