Mais fominha e perdendo o faro de gol: compare o Robinho de 2017 com o de 2016

ESPN.com.br

Robinho não vive bom momento no Atlético-MG
Robinho não vive bom momento no Atlético-MG Thomas Santos/Agif/Gazeta Press

Nesta quarta-feira, o Atlético-MG recebe o Santos, às 19h30 (de Brasília), pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para vencer esse jogo importantíssimo, contra um adversário que está apenas três pontos à frente na tabela, o "Galo" conta com uma boa partida do atacante Robinho, que, curiosamente, é ídolo na equipe rival. 

O problema é que o 2017 do "Rei das Pedaladas", bem ao contrário de 2016, não vem sendo nada bom até agora, ao menos nos números.

Na atual temporada, Robinho, de 33 anos, mostra-se mais "fominha" do que nunca no Atlético, preferindo quase sempre a finalização ao invés do passe. No entanto, sua pontaria não está calibrada como em outros tempos.

Segundo números do True Media, o atacante deu 92 assistências para finalização durante 45 jogos da temporada 2016, contando Copa do Brasil, Libertadores e Campeonato Brasileiro. Isso dava média de 2,1 assistências para finalização por jogo. 

'Nosso time tem que parar de ser egoísta': veja a entrevista quente de Marcos Rocha

Agora, levando em conta as mesmas três competições, foram só 23 assistências para finalizações de companheiros em 19 jogos. Isso quer dizer que sua média de assistências para finalizações caiu para 1,2 por jogo. 

A "fome" do craque, aliás, já começa a irritar os companheiros. Após o empate por 1 a 1 com o Botafogo, no último domingo, em que o "Galo" foi castigado com o gol carioca aos 48 do segundo tempo, o lateral direito Marcos Rocha, por exemplo, disse que o time precisa "parar de ser egoísta", e inclusive citou Robinho.

“Muitas oportunidades. A última bola, o Robinho chegou... Mais uma vez o Fred sozinho... Nosso time tem que parar de ser egoísta. Quando ganha, ganha o time todo. Isso tem de ser repetido, repetido. O Roger mostra todo jogo para a gente. Não pode acontecer de novo”, disparou o ala.

  • Pé torto

Já olhando suas finalizações, o camisa 7 também viu o desempenho cair.

Nos 45 jogos de 2016, o ex-jogador da seleção brasileira anotou 16 gols (média de 0,35 gol/jogo). Para isso, fez 76 finalizações, tendo uma média de acerto de 39% de seus chutes a gol.

Agora, porém, fez só quatro gols em 19 jogos de 2017 (média de 0,21 gol/jogo). Ele finalizou 21 vezes, tendo uma média de acerto de apenas 30% dos arremates. 

Carioca confirma nervosismo de Roger e demonstra frustração após empate: 'Foi uma derrota'

Não à toa, o "Rei das Pedaladas" experimenta uma seca de gols. A última vez em que ele encontrou as redes foi no dia 28 de maio, quando marcou no empate por 2 a 2 contra a Ponte Preta, pelo Campeonato Brasileiro.

Desde então, são 11 jogos sem marcar: dois pela Copa do Brasil, um pela Libertadores e oito pelo Brasileirão.

Os únicos números do Robinho-2017 que lembram a "versão 2016" do craque são a média de passes (1.602 no total, média de 35,6 passes/jogo em 2016; 679 no total, média de 35,7 passes/jogo em 2017) e assistências para gol (9 no total, média de 0,2 assistência/jogo em 2016; 4 no total, média de 0,21 assistência/jogo em 2017).

E a queda de desempenho, aliás, vem sendo notada também pelo técnico Roger Machado. O treinador substituiu o camisa 7 em seis dos seus 11 jogos de jejum de gols. A vez em que ele saiu mais cedo foi contra o Jorge Wilstermann-BOL, pelas oitavas da Libertadores, quando deixou a partida no intervalo.

Nesta quarta, porém, ele será titular contra o Santos, no Independência.

'Atuação foi compatível com resultado de vitória', analisa Roger Machado

  • Compare o Robinho 2016 com o de 2017

 2016

Jogos: 45
Gols: 16
Média de gols: 0,35
Finalizações: 76
Finalizações por jogo: 1,69
Finalizações certas: 39%
Assistências para gols: 9
Média de assistências para gols por jogo: 0,20
Assistências para finalizações de companheiros: 92
Média de assistências para finalizações de companheiros: 2,1
Passes: 1602
Passes por jogo: 35,6

2017

Jogos: 19
Gols: 4
Média de gols: 0,21
Finalizações: 23
Finalizações por jogo: 1,21
Finalizações certas: 30%
Assistências para gols: 4
Média de assistências para gols por jogo: 0,21
Assistências para finalizações de companheiros: 23
Média de assistências para finalizações de companheiros: 1,2
Passes: 679
Passes por jogo: 35,7

Comentários

Mais fominha e perdendo o faro de gol: compare o Robinho de 2017 com o de 2016

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.