"Nossa ambição é tornar o Flamengo em referência mundial em eSports", diz executivo

Rodrigo Guerra/ESPN.com.br

Seguindo a tendência de grandes clubes mundiais, o Flamengo pretende ser refências nos esportes eletrônicos.
Seguindo a tendência de grandes clubes mundiais, o Flamengo pretende ser refências nos esportes eletrônicos. Reprodução/Konami

O Flamengo anunciou na última semana que entrará para o mundo dos eSports e seu “cartão de visitas” é a criação de uma equipe de League of Legends. Para descobrir os detalhes desta nova empreitada do time de futebol mais popular do Brasil, o ESPN eSports conversou com Daniel Orlean, vice-presidente de marketing do time da Gávea.

“Há um ano, aproximadamente, começamos nossos estudos na área. O clube já havia sido abordado por vários interessados, mas era importante alcançar um modelo que fosse, ao mesmo tempo, promissor e autossustentável, e que contasse com a parceria de profissionais sérios e que entendessem esse mercado novo para o Flamengo", disse Orlean sobre como o projeto foi concebido.
 
O executivo contou também que o projeto será tocado pela Cursor eSports, empresa especializada em gestão de marca e gerenciamento de equipes. “De posse de uma estratégia construída em conjunto com a Cursor eSports – com vários números, tendências e planos de ações consistentes – seguimos o passo a passo para aprovação não apenas da modalidade no clube, mas da estrutura para cuidar do projeto”.

O Flamengo está saindo na frente no mercado brasileiro e, possivelmente vai provocar um movimento dos demais clubes

Daniel Orlean, vice-presidente de marketing do Flamengo

Um ponto importante a ser abordado: investimento. Questionado de como será a abordagem do clube no mundo dos esportes eletrônicos, Orlean logo descartou seguir pelos mesmos caminhos adotados pelo Santos e Remo. “A ideia de nos associarmos a equipes já existentes está descartada. O Flamengo aprovou eSports como uma nova modalidade esportiva e isso já mostra a relevância que enxergamos para o segmento", conta o diretor.

Para seguir e manter o negócio relevante, o diretor fala sobre a importância dos patrocinadores da equipe e que já está conversando com interessados. “Após o anúncio da iniciativa tanto patrocinadores atuais como novos prospects nos procuraram. Alguns já reconhecem a importância desse novo canal de contato, outros ainda estão tentando entender esse novo mundo. Como parceiro estratégico de marketing dos seus patrocinadores, o Flamengo está dando todo o apoio consultivo para que cada empresa possa tomar boas decisões e aplique bem suas verbas”, conta Orlean. 

Um fato é claro, segundo Orlean: “como algumas marcas que já apoiam o Flamengo têm sinergia com o ambiente digital e de eSports, acreditamos que temos grandes possibilidades de trabalharmos juntos também nesta nova modalidade”.

O profissional do time da Gávea completa: “a nova divisão de esportes eletrônicos que será gerida com o apoio da Cursor eSports, empresa altamente especializada no segmento. Faremos todo o desenvolvimento do novo departamento “in house”, assim como fazemos com os nossos esportes olímpicos.

A entrada de um time do tamanho do Flamengo no mundo dos eSports é importante. Ao ser perguntado se esse movimento é o fator que falta para o "boom" dos times de futebol entrarem nos eSports ou a criação de uma liga com jogadores representando os times, Orlean respondeu que “o Flamengo está saindo na frente no mercado brasileiro e, possivelmente vai provocar um movimento dos demais grandes clubes. Se observarmos outros mercados, veremos que Partis Saint-Germain, River Plate, entre outros, já estão bem posicionados. A nossa ambição para este projeto é tornar o Flamengo uma referência mundial, e, claro, ajudar na consolidação dos esportes eletrônicos no Brasil”.

O jogo de futebol da Konami, Pro Evolution Soccer, está nos planos do Flamengo nos eSports
O jogo de futebol da Konami, Pro Evolution Soccer, está nos planos do Flamengo nos eSports Reprodução/Konami

Além de League of Legends, perguntamos quais categorias o Flamengo vai investir? FIFA ou PES estão nos planos? Orlean: “podemos adiantar que o PES está em nossos planos. Estamos estudando a possibilidade de disputar campeonatos em outras modalidades, mas ainda não posso dar detalhes”.

A primeira notícia da entrada Flamengo no mundo dos eSports falava em um time de League of Legends, mas como o clube vai entrar para o circuito? Orleans preferiu não revelar e disse apenas que  “esta informação ainda é sigilosa. Estamos mapeando as melhores oportunidades”.

Para terminar, questionamos o vice-presidente de marketing do Flamengo como o clube deve lidar com os torcedores que não recebem bem os eSports como esportes. Daniel Orlean acredita que “com o tempo estes torcedores irão perceber – ou, no mínimo, respeitar - que os jovens atletas de esportes eletrônicos precisam se dedicar, participam de treinamentos pesados e se esforçam tanto quanto atletas de outras modalidades – é só um tipo de esforço diferente, que ainda não é compreendido por muitos”.

Orlean finaliza: “o torcedor do Flamengo apoia o Flamengo aonde for, e certamente não será diferente nos eSports. Mesmo que sejam em públicos e em níveis de interesse diferentes”.

Comentários

"Nossa ambição é tornar o Flamengo em referência mundial em eSports", diz executivo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.