Por que, pela história, o caminho do Botafogo em 2017 é o mais difícil da Libertadores

Jogadores do Botafogo treinam no campo do Nacional, em Montevidéu
Jogadores do Botafogo treinam no campo do Nacional, em Montevidéu Divulgação BFR

Desacreditado no início da Copa Libertadores, o Botafogo vem fazendo história no torneio e enfrentando o que pode ser considerado o caminho mais difícil em busca do inédito título. Ao entrar em campo às 21h45 (de Brasília) desta quinta-feira,  equipe carioca terá diante de si o quinto campeão do torneio em sequência: o Nacional, do Uruguai. O confronto é pelas oitavas de final e será no estádio Parque Central, em Montevidéu.

Nunca na história da competição um time que ergueu a taça desafiou tantos outros campeões na campanha.

Até chegar às oitavas, o Botafogo teve de eliminar Colo Colo, do Chile, e o Olimpia, do Paraguai, nas fases preliminares. O primeiro foi campeão em 1991. O segundo em 1979, 1990 e 2002.

Na fase de grupos, o Botafogo encontrou outros dois campeões: o Estudiantes, da Argentina, tetra do torneio (1968, 1969, 1970 e 2009), e Atlético Nacional, da Colômbia, bicampeão (1989 e 2016). Vale citar que o Barcelona, do Equador, outro membro do Grupo 1, foi duas vezes vice-campeão da competição: 1990 e 1998.

Adversário desta noite, o Nacional, do Uruguai, também tem uma camisa com muito peso na Libertadores. São três títulos do torneio (1971, 1980 e 1988) e três vices (1964, 1967 e 1969).

“Trata-se de um campeão, de um time de muita tradição, copeiro e que está acostumado a disputar a Libertadores. Vamos mais uma vez ter um grande oponente, porém, agora estamos cada vez mais cientes de nossa força. Não é nada fácil enfrentar o Botafogo, pois também nos entregamos muito em campo”, disse o atacante Roger.

Mudança de pensamento, retrospecto e respeito; veja como o Botafogo se prepara para pegar o Nacional-URU

Em 57 edições da Libertadores, o máximo de campeões eliminados pelo time que ergueu a taça foram quatro. Isso ocorreu três vezes: 1984, 1998 e 2004.


Há 33 anos, o Independiente, da Argentina, erguia a taça pela sétima vez. Durante a campanha, enfrentou o Olimpia, do Paraguai, e o Estudiantes, da Argentina, na fase de grupos. Depois jogou com o uruguaio Nacional no triangular que definia um finalista e encarou o Grêmio (campeão no ano anterior) na decisão.

Em 1998, o Vasco encontrou com o Grêmio na fase de grupos e nas quartas de final. Também jogou com o Cruzeiro nas oitavas e eliminou o River Plate, da Argentina, na semifinal.

Já em 2004 o modesto Once Caldas, da Colômbia, foi uma surpresa. Encarou os argentinos do Vélez Sarsfield na fase de grupo. No mata-mata tirou Santos (quartas), São Paulo (semifinal) e Boca Juniors (final).

  • Possível recorde

Se chegar à final, o Botafogo pode entrar para a história enfrentando apenas campeões no mata-mata.

Nas quartas de final, poderia encarar o Grêmio. Na semifinal Santos ou Palmeiras. Na decisão, San Lorenzo, Atlético-MG e River Plate - considerando os campeões que ainda estão "vivos" no torneio.

Assim, totalizaria oito campeões da estreia até a decisão. Além de ser feito um inédito, faria com que a conquista botafoguense jamais fosse colocada em dúvida.

Jogadores do Botafogo reunidos com a comissão técnica, em Montevidéu
Jogadores do Botafogo reunidos com a comissão técnica, em Montevidéu Divulgação BFR
  • Ficha técnica


NACIONAL-URU X BOTAFOGO-BRA

Local: Estádio Parque Central, em Montevidéu (Uruguai)
Data: 6 de julho de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Julio Bascuñan (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann (Chile) e Carlos Astroza (Chile)

NACIONAL: Esteban Conde, Jorge Fucile, Rafael García, Diego Polenta e Alfonso Espino; Diego Arismendi, Felipe Carballo, Álvaro González, Tabaré Viudez e Martín Ligüera; Kevin Ramírez. Técnico: Martín Lasarte

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, João Paulo e Camilo (Matheus Fernandes); Rodrigo Pimpão e Roger. Técnico: Jair Ventura

Comentários

Por que, pela história, o caminho do Botafogo em 2017 é o mais difícil da Libertadores

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.