Rift Rivals: Entenda o formato e conheça os times que vão disputar a 'Libertadores do LoL'

ESPN.com.br

Red Canids representará o Brasil com a Keyd Stars
Red Canids representará o Brasil com a Keyd Stars Riot Games

O Rift Rivals é o novo torneio internacional criado pela Riot Games neste ano. A competição tem como objetivo aumentar o número de duelos internacionais entre regiões, separando-as em 'mini-torneios'. Na divisão, o Brasil acabou caindo no Rift Rivals Amarelo, que inclui as regiões da América Latina Norte (LAN) e América Latina Sul (LAS) e  em um tipo de Libertadores de League of Legends.

Previsto para começar nesta quarta-feira (5) no Chile, o campeonato não teve prêmio anunciado, a não ser a chance das equipes de cada região levarem a glória de ser a melhor para casa. Cada divisão possui um número diferente de regiões e representantes, sendo que a Amarela inclui três regiões com duas representantes cada. Confira mais sobre o formato do Rift Rivals Amarelo.

Os participantes

Como já adiantamos, as regiões do Rift Rivals Amarelo são o Brasil, a América Latina Norte (LAN) e América Latina Sul (LAS), cada uma com duas equipes representantes. As equipes foram escolhidas com base no resultado da primeira temporada de cada região. Conheça as equipes:


Red Canids (Brasil)

A Red Canids foi a grande campeã da Primeira Etapa do CBLoL 2017, ganhando também a chance de representar o Brasil no Mid-Season Invitational. Com uma campanha arrasadora no primeiro semestre, o time vem enfrentando algumas dificuldades nesta etapa. A Matilha passou por mudanças com a saída do antigo técnico, Gevous, e entrada do atual, Brokenshard, além da perda de Felipe "Yoda" Noronha como reserva. 

Atualmente, o time conta com Gabriel "Tockers" Claumann como titular único na posição do meio, mas possui Gustavo "Sacy" Rossi e o português Rúben "rhuckz" Barbosa para reservas das posições de atirador e suporte. Rhuckz, inclusive, viajou com a equipe no lugar de Hugo "Dioud" Padioleau, que está afastado por problemas de saúde. Passando por mudanças e problemas com treinos e sua gaming house, a Matilha chega ao Rift Rivals com 2 vitórias, 2 empates e 1 derrota no CBLoL. 

Escalação: Leonardo "Robo" Souza (Topo), Carlos "Nappon" Rücker (Caçador), Gabriel "tockers" Claumann (Meio), Felipe "brTT" Gonçalves (Atirador), Rúben "rhuckz" Barbosa (Suporte) e Ram "Brokenshard" Djemal (Técnico) 

Keyd Stars (Brasil)

Vice-campeã da Primeira Etapa do CBLoL 2017, a Keyd Stars possui um time de estrelas que demora para se encontrar. Foi assim no primeiro semestre e está sendo assim no segundo, quando a equipe teve que fazer mudanças de posição na escalação para conseguir melhorar seus resultados. Recentemente, a Keyd colocou o atirador esA como suporte e trouxe o reserva e novato Juhzinho para o posto de titular, o que tem funcionado muito bem.

Para o Rift Rivals, a equipe também chegará com 2 vitórias, 2 empates e 1 derrota no CBLoL, empatada com a Red Canids, além de um reserva estreante: xanad0, para a posição ocupada do meio, ocupada pelo capitão Murilo "takeshi" Alves.

Escalação: Felipe "Yang" Zhao (Topo), Gabriel "Revolta" Henud (Caçador), Murilo "takeshi" Alves (Meio), Gabriel "Juzinho" Nishimura (Atirador), André "esA" Pavezi (Suporte) e Alexander "Abaxial" Haibel (Técnico).

Escalação da Keyd Stars para o Rift Rivals
Escalação da Keyd Stars para o Rift Rivals KEYD STARS

Lyon Gaming (LAN)

Oito vezes campeã da América Latina Norte, a Lyon é sem dúvida a grande hegemonia de sua região. Apesar disso, a equipe sempre passou raspando nos torneios internacionais, como em 2016, quando ficou a apenas uma partida de se classificar para o Mundial. Neste ano, durante o MSI, a Lyon também não conseguiu passar da Fase de Grupos da Fase de Entrada - assim como o Brasil. 

Com 5 vitórias e dois empates, a Lyon Gaming chega ao Rift Rivals sem um de seus principais nomes, o atirador Matías "Whitelotus" Musso. Por problemas com a documentação do jogador no México, a equipe decidiu não levá-lo ao campeonato, e ele será substituído por Mario "MarioMe" Reyes. Entretanto, é bom que os adversários não esqueçam de outro importante nome, o meio Ali "Seiya" Bracamontes. 

Escalação: Daniel "Jirall" Del Castillo (Topo), Sebastián "Oddie" Niño (Caçador), Ali "Seiya" Bracamontes (Meio), Mario "MarioMe" Reyes (Atirador), Mariano "Genthix" Polonsky (Suporte) e Rodrigo "Yeti" Del Castillo (Técnico).

Just Toys Havoks (LAN)

Outro nome forte da região, a JTH é uma equipe antiga que já passou por três finais consecutivas entre a LLN e a antiga Copa Latinoamérica Norte (CLN). Um dos maiores desafios do time será provar-se internacionalmente, pois as vagas da região sempre ficaram para a Lyon Gaming. Na temporada atual, a JTH está no meio da tabela, com 3 vitórias, 1 empate e 3 derrotas. Porém, sabemos muito bem que uma equipe é capaz de surpreender nas últimas rodadas de uma competição e garantir sua vaga nos playoffs.

Segundo a Riot Games, um dos destaques da JTH é o suporte e capitão Carlos "DCStar" Méndez, que antigamente jogava no meio e passou para a posição de suporte para ajudar sua equipe a voltar a crescer no competitivo.

Escalação: Gerardo "Porky" Cuamea (Topo), Karol "T4nky" Slomka (Caçador), Felipe "Hobbler" Tobón (Meio), Evan "EvanRL" Lawson (Atirador), Carlos "DCStar" Méndez (Suporte) e Juan Pablo "Demizos" Morales (Técnico).

Lyon Gaming durante o MSI no Brasil
Lyon Gaming durante o MSI no Brasil Riot Games

Isurus Gaming (LAS)

Vencedora da última temporada da região e participante do MSI, a Isurus Gaming tem muito a provar para a comunidade internacional. A equipe têm sido a favorita em sua região, mas deixou a desejar no MSI, quando terminou a Fase de Grupos da Fase de Entrada com uma vitória e 5 derrotas. 

Atualmente, a Isurus está em terceiro lugar na Closing Cup da CLS, com 2 vitórias, 6 empates e 1 derrota, e têm esperança de fazer bonito para o mundo ao jogar "em casa", já que o Rift Rivals acontecerá no Chile. 

Escalação: Franco "Pride" Sanzana (Topo), Diego "QQmore" Apablaza (Caçador), Benjamín "emp" Ramírez (Meio), Benjamín "Kindless" Fuenzalida (Atirador), Leandro "Newbie" Marcos (Suporte) e Mark "Ukkyr" Leuenberger (Técnico).

Furious Gaming (LAS)

Vice-campeã da CLS passada, a Furious também não possui experiência internacional, e vê o Rift Rivals como sua estreia e sua chance de "fazer bonito". A equipe, que existe desde 2014, costuma ter bom desempenho em sua região, mas escorrega nas finais - algo como a Keyd Stars para o Brasil.

O time passou por uma mudança de escalação para a segunda temporada da região para trazer um estilo mais agressivo. Entretanto, ele ainda precisa aparecer mais, já que a Furious está atualmente em quarto lugar na competição, com 2 vitórias, 4 empates e 3 derrotas.

Escalação: Emmanuel "Acce" Juárez (Topo), Gabriel "Khynm" Alonso (Caçador), Uri "uri" Schölderle (Meio), Agustín "prodi" Juárez (Atirador), Marco "Tulz" Villani (Suporte) e Esteban "Teboo" Smith (Técnico).

Isurus Gaming terá uma chance de recompensar o mau desempenho no MSI
Isurus Gaming terá uma chance de recompensar o mau desempenho no MSI Riot Games

Formato

Está é a parte que o Rift Rivals fica complicado. Cada região possui um formato diferente que se encaixa melhor ao seu número de equipes. No caso do Amarelo, o formato será dividido em duas rodadas e a grande final. 

Na primeira rodada , cada time joga uma vez contra cada equipe das outras regiões em partidas MD1. Ao final, a região com maior número de vitórias entre suas equipes avança para a grande final. Na segunda rodada, as regiões que perderam na Rodada 1 se enfrentam em série alternada MD5 - ou seja, cada partida será jogada por equipes diferentes, começando com aquele que tem o maior número de pontos para a sua região durante a  Fase de Grupos. A grande final também será no formato de MD5 alternada. Saiba mais sobre ele aqui.

Agenda

O Rift Rivals Amarelo acontece de 5 a 8 de julho a partir das 17h, seguindo o calendário a seguir:

Rodada 1, dia 1 (5/7)
17h - Lyon Gaming vs. Isurus Gaming
18h - Just Toy Havoks vs. Red Canids
19h - Keyd Stars vs. Furious Gaming
20h - Isurus Gaming vs. Just Toys Havoks
21h - Lyon Gaming vs. Keyd Stars
22h - Furious Gaming vs. Red Canids

Rodada 1, dia 2 (6/7)
17h - Red Canids vs. Isurus Gaming
18h - Keyd Stars vs. Just Toy Havoks
19h - Furious Gaming vs. Lyon Gaming
20h - Isurus Gaming vs. Keyd Stars
21h - Red Canids vs. Lyon Gaming
22h - Furious Gaming vs. Just Toys Havoks

Rodada 2 (7/7)
17h - Duas regiões com menos pontos (MD5 alternada)

Grande final (8/7) 
17h - Região Vencedora Rodada 1 x Região Vencedora Rodada 2 (MD5 alternada)

Onde acompanhar?

A transmissão do Rift Rivals com o Brasil poderá ser acompanhada ao vivo e com narração em português nos canais da Riot Games no Twitch e YouTube. A cobertura completa você encontra aqui, no ESPN eSports Brasil

Comentários

Rift Rivals: Entenda o formato e conheça os times que vão disputar a 'Libertadores do LoL'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.