Alonso chega a liderar Indy 500, mas motor o deixa na mão; ex-F1 vence e frustra Helinho

ESPN.com.br

Fernando Alonso foi digno de grande nota neste domingo.

O espanhol abdicou do GP de Mônaco para buscar uma vitória nas 500 Milhas de Indianápolis e não fez feio. Largando da quinta colocação, o bicampeão da Fórmula 1 sempre andou entre os primeiros e chegou a liderar a tradicional prova.

Após uma parada nos boxes, Alonso fazia uma corrida de recuperação para buscar o triunfo nas voltas finais, mas o motor Honda de sua McLaren-Andretti lhe deixou na mão na volta 179 das 200 previstas.

O piloto espanhol se preparou durante o mês de maio para estrear na Indy e, infelizmente, seu sonho acabou de forma precoce em Indianápolis.

"A corrida foi boa, divertida, liderei por algumas voltas. Estou muito satisfeito por correr com esses grandes pilotos", disse Alonso, que não descartou tentar novamente disputar as 500 Milhas. "Eu me sinto competitivo, então se voltar, voltarei com as pessoas me conhecendo. Foi uma das melhores experiências que já tive na carreira".

Getty
Fernando Alonso durante as 500 Milhas de Indianápolis: abandono no final
Fernando Alonso durante as 500 Milhas de Indianápolis: abandono no final

Dos 33 pilotos que largaram na Indy 500, 14 abandonaram no total - cinco por problemas mecânicos e nove por acidentes. O mais impressionante aconteceu com Scott Dixon, que decolou e bateu no alambrado, mas saiu ileso.

A vitória ficou com Takuma Sato, ex-Fórmula 1, que superou Hélio Castroneves a duas voltas do final e garantiu sua primeira conquista na Indy 500.

O brasileiro buscava seu quarto triunfo na prova para se igualar com os maiores vencedores da história - A.J. Foyt, Al Unser, Sr. e Rick Mears.

Comentários

Alonso chega a liderar Indy 500, mas motor o deixa na mão; ex-F1 vence e frustra Helinho

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.