Com gol de Carlos Alberto no fim, Atlético-PR arranca vitória dramática e se classifica na Libertadores

ESPN.com.br
Getty
Atlético-PR
Atlético-PR venceu a Universidad Católica por 3 a 2 fora de casa

Parecia quase impossível. O Atlético-PR precisava de uma vitória fora de casa para se classificar para as oitavas de final da Copa Libertadores da América.

Após começar perdendo, virar o placar no segundo tempo e sofrer o empate, o time rubro-negro venceu por 3 a 2 a Universidad Católica, no Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago, no Chile, nesta quarta-feira, pela sexta rodada do Grupo 4 da competição continental.

O nome do jogo foi Carlos Alberto, que começou o confronto no banco de reservas e entrou na etapa final. Ele deu uma assistência e marcou o gol da classificação. O meia de 32 anos não atuava desde o empate por 2 a 2 com a Universidad Católica, no dia 7 de março, pela 1ª rodada da fase de grupos da Libertadores.

Com este resultado, o time rubro-negro - que não vencia há cinco partidas - chegou aos 10 pontos ganhos e terminou na segunda posição da chave. Já os chilenos ficaram na lanterna com 5.

O técnico Paulo Autuori teve o retorno dos jogadores Otávio, Lucho González e Grafite não haviam atuado na derrota por 6 a 2 para o Bahia, domingo, na estreia do Brasileiro. Pablo também voltou ao time titular.

  • O jogo

No primeiro ataque dos donos da casa, Parot chegou pela lateral e cruzou para o corte de Otávio, que cedeu escanteio. Grafite tentou responder, aos três minutos, mas o chute saiu prensado, direto pela linha de fundo. O jogo era bastante disputado no meio-campo, com forte marcação e as duas equipes tentando achar espaço. Aos nove, Paulo André tentou de longe mesmo, mas isolou.

Getty Images
Atlético-PR
Atlético-PR saiu atrás no placar

Aos 13 minutos, com Pablo ajeitando para Sidcley soltar a bomba e carimbar a defesa. Uma das principais armas chilenas foi acionada aos 17 minutos com cruzamento para Santiago Silva desviar de cabeça, a esquerda da meta de Weverton. Também com dificuldade de penetração na defesa adversária, Espinosa mandou quase da intermediária, aos 25 minutos, sem direção.

O Atlético-PR fazia uma boa apresentação, mas não se arriscava muito o ataque. Quando fazia, chegava com perigo, como aos 32 minutos, com Nikão batendo para defesa de Toselli e no rebote, Lucho escorregando no momento de matar a jogada.

Os donos da casa, porém, abriram o placar aos 35 minutos do primeiro tempo com Santiago Silva. O atacante chamado de 'El Tanque' recebeu na entrada da área e chutou de pé esquerdo no canto direito do goleiro Weverton.

Os visitantes chegaram ao empate aos 30 minutos do segundo tempo. Carlos Alberto passou pela marcação de três jogadores e cruzou para dentro da área. O atacante Eduardo da Silva desviou de cabeça a bola para o fundo das redes.

A virada do Atlético-PR veio aos 37. Nikão tocou para Douglas Coutinho, que venceu a marcação na velocidade e finalizou na saída do goleiro.

A alegria do time brasileiro durou muito pouco. Apenas dois minutos depois, Noir acertou uma bomba, da entrada da área no ângulo esquerdo de Weverton.

O gol não abalou o time rubro-negro, que conseguiu marcar o gol da vitória. Aos 41, Jonathan tocou para Carlos Alberto, que chutou colocado fora do alcance de Toselli.

Arnaldo analisa vitória heroica do Atlético-PR e exalta Carlos Alberto: 'Joga para caramba!'
  • Ficha Técnica

UNIVERSIDAD CATÓLICA 2 X 3 ATLÉTICO PARANAENSE

Local: Estádio San Carlos de Apoquindo, em Santiago (Chile)
Data: 17 de maio de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Jonathan Fuentes (Uruguai)
Assistentes: Miguel Nievas (Uruguai) e Gabriel Popovits (Uruguai)
Cartões amarelos: Santiago Silva, Espinosa e Buonanotte (Universidad); Nikão (Atlético-PR)
Cartão vermelho: Wanderson (Atlético-PR)

Gols
UNIVERSIDAD CATÓLICA:
Santiago Silva, aos 35 minutos do primeiro tempo e Noir, aos 39 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Eduardo da Silva, aos 30 minutos, Douglas Coutinho, aos 37 minutos, e Carlos Alberto, aos 41 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto e Lucho González (Carlos Alberto); Nikão, Pablo (Douglas Coutinho) e Grafite (Eduardo da Silva)
Técnico: Paulo Autuori

UNIVERSIDAD CATÓLICA: Toselli, Magnasco, Kuscevic, Parot, Maripan; Manzano (Gutiérrez), Espinosa, Noir, Fuenzalida (Cordero)e Buonanotte e Santiago Silva
Técnico: Mario Salas

Comentários

Com gol de Carlos Alberto no fim, Atlético-PR arranca vitória dramática e se classifica na Libertadores

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.