Chapecoense luta contra calendário insano para seguir encantando o Brasil

Igor Resende, do ESPN.com.br
CHAPECOENSE COTAÇÃO ESPN - 15º

 

Nenhum time brasileiro teve uma missão tão complicada quanto a Chapecoense. Sensação do ano passado, o clube perdeu quase todo o elenco e também boa parte da diretoria no trágico acidente aéreo em Medellín, no fim de 2016. Era preciso deixar todo o sofrimento para trás e montar um time completamente novo. E tudo isso com um ingrato calendário cheio de jogos e competições – o primeiro semestre teve até jogos com menos de 24 horas de diferença entre eles.

Foram nada menos que 25 jogadores contratados. E essa nova Chapecoense já começa com um título: pela primeira vez na história, o clube se sagrou bicampeão do Campeonato Catarinense, exatos 159 dias depois da tragédia.

O novo elenco, porém, ainda precisa de tempo - o que, na verdade, vem faltando ao técnico Vagner Mancini. Ainda em construção, a Chape deixou ‘escapar’ o título da Recopa Sul-Americana, em final cheia de sentimentos e emoções contra o Atlético Nacional. Também está em situação complicada na Libertadores.

E mais do que ninguém, o time ainda deve sofrer bastante com o calendário até o fim do ano.

 

Reconstruída, Chape fatura bicampeonato catarinense menos de 6 meses após tragédia
Da reconstrução ao título catarinense : 'Isso é inédito no mundo', diz Vagner Mancini
Jogadores da Chapecoense visitam hospital na Colômbia e recebem carinho dos colombianos
Como está o lugar onde caiu o avião da Chape, mostrado por quem foi herói e ajudou sobreviventes

 

 
Em 2017
30 jogos 15 vitórias, 6 empates, 9 derrotas;

46 gols feitos, 32 gols sofridos

- Campeã catarinense
- Vice-campeã da Recopa Sul-Americana (perdeu para o Atlético Nacional)
- 3ª colocada do grupo 7 da Libertadores (a duas rodadas do fim)
- Entrou e está nas oitavas de final da Copa do Brasil (1 a 2 para o Cruzeiro na ida)
- Eliminada na 1ª fase da Primeira Liga

 
Opinião ESPN FC
"Já se passaram quase seis meses desde o acidente, e a Chape foi capaz de reencontrar a si mesma e conquistar seu sexto título estadual. O Verdão de Chapecó entra no Campeonato Brasileiro com o mesmo espírito que entrou na edição de 2014, quando disputou a primeira divisão pela primeira vez: com os pés no chão. Mesmo com mais experiência, o foco continua sendo em fazer bons jogos, permanecer entre a elite e melhorar a cada campeonato. A Chape deve isto não apenas em honra ao legado dos que se foram, mas também à força de quem vem permitindo que ela se reinvente."
Letícia Sechini - Blog Vamos, Verdão
 
Estreia no Brasileirão
Sábado - 13/05, às 19h

CORINTHIANS

x

CHAPECOENSE

 
Destaque

REINALDO
Ele não agradava tanto assim a torcida do São Paulo, mas a verdade é que Reinaldo foi bem em todos os outros lugares que passou. Depois de uma ótima temporada com a camisa da Ponte Preta, resolveu aceitar o desafio de participar da reconstrução da Chapecoense. E rapidamente virou um dos pilares do time. Ele já participou de dez gols na temporada - são seis assistências e quatro bolas que ele mesmo colocou nas redes - e virou até ‘Kingnaldo' nas redes sociais.

Fique de olho

ALAN RUSCHEL
Parece incrível, inacreditável. Mas, meses depois de sobreviver a um dos maiores desastres aéreos da história do esporte, Alan Ruschel prepara seu retorno aos gramados. Ele foi um dos seis sobreviventes do voo que vitimou 71 pessoas no ano passado. Depois de passar até por cirurgia na coluna e superar o temor de ter perdido os movimentos, ele não só voltou a andar como já está treinando na Chapecoense, com a expectativa de entrar em campo no Brasileirão. Não haveria nenhuma injeção de ânimo maior que essa em qualquer equipe.

Técnico

VAGNER MANCINI

Em 2016
11ª colocado na Série A

- Campeã catarinense
- Campeã da Copa Sul-Americana
- Eliminada na 3ª fase da Copa do Brasil (pelo Atlético-PR)

Histórico no Brasileirão

  • Maior Artilheiro
  • Bruno Rangel (2014-2016) - 22 gols
  • Quem mais jogou
  • Danilo, goleiro (2014-2016) - 101 jogos
  • Técnico que mais treinou
  • Caio Júnior (2016) - 26 jogos
  • Melhor campanha
  • 2016 - 45,6% de aproveitamento
Maior Goleada Aplicada -
2014
5 x 0
Chapecoense Internacional
MaiorES Goleadas SofridAS -
1979 e 2016
5 x 1
Caxias Chapecoens
 
5 x 1
Sport Chapecoense

Retrospecto contra cada rival

  • * Na Série A, desde 1970


    LEGENDA:

  •  
  • Leva Vantagem
  •  
  • Neutro
  •  
  • Leva Desvantagem
ADVERSÁRIO J V E D GP GC

Atlético-GO
- - - - - -

Atlético-MG
5 1 1 3 4 9

Atlético-PR
8 2 4 2 8 6

Avaí
2 0 1 1 1 2

Bahia
2 2 0 0 4 1

Botafogo
4 2 1 1 4 2

Corinthians
6 0 2 4 3 9

Coritiba
7 3 1 3 8 10

Cruzeiro
6 2 2 2 7 9

Flamengo
6 1 1 4 5 12

Fluminense
6 5 1 0 12 5

Grêmio
7 2 1 4 8 12

Palmeiras
6 2 1 3 10 9

Ponte Preta
4 0 2 2 4 7

Santos
6 1 1 4 3 11

São Paulo
6 2 2 2 3 3

Sport
6 2 1 3 9 12

Vasco
2 1 1 0 2 1

Vitória
4 1 1 2 3 6

* Tem ainda um W.O. contra o Atlético-MG

  •  


Comentários

Chapecoense luta contra calendário insano para seguir encantando o Brasil

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.