Família será indenizada por revista que disse que Schumacher voltou a andar

ESPN.com.br com Agência EFE
Lars Baron/Getty Images
Michael Schumacher Ferrari Treino Formula 1 F1 GP Espanha 12/05/2006
Michael Schumacher em 2006, seu último ano de Ferrari

Uma corte de Hamburgo (norte da Alemanha) condenou nesta sexta-feira a revista Bunte a indenizar em 50 mil euros (R$ 175 mil) a família do heptacampeão da Fórmula 1, Michael Schumahcer, por violar seu direito de privacidade.

Em dezembro de 2015, dois anos depois do grave acidente de esqui que sofreu o ex-piloto alemão nos Alpes Franceses, a publicação escreveu que ele era capaz de andar.

"É mais que um milagre de Natal. Michael Schumacher pode andar de novo", dizia o título da reportagem.

A agente de Schumacher, Sabine Kehm, negou de imediato tal informação e taxou de "irresponsáveis" as especulações sobre sua saúde, mantida em sigilo pela família.

O tribunal de Justiça em Hamburgo que julgou o caso determinou que a informação era falsa, pois o lendário piloto não pode andar, mas a revista demonstrou que contava com uma fonte e que tinha investigado a situação. Por isso, a indenização foi inferior aos 100 mil euros que a família havia solicitado.

Há 25 anos, na Bélgica, Michael Schumacher estreava na Fórmula 1

Além disso, a Bunte deverá arcar com parte dos custos do processo.

Em dezembro de 2013, Michael Schumacher bateu sua forte cabeça em uma pedra após perder o controle de seu esqui. O impacto foi tão forte que rachou o capacete.

Após sofrer graves lesões cerebrais, o alemão ficou em coma induzido por vários meses e em junho de 2014 foi transferido para um hospital na Suíça.

Desde setembro ele se encontra em casa para seguir sua reabilitação.

Comentários

Família será indenizada por revista que disse que Schumacher voltou a andar

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.