Julgamento do Handebol: Federação Internacional confirma dívida da CBHb, mas cartola pede tradução do inglês

ESPN.com.br
ESPN.com.br

O presidente da Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), Manoel Luiz Oliveira, novamente não compareceu ao próprio julgamento junto ao painel arbitral montado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva do esporte, a exemplo do que já havia acontecido na semana passada. Mas, desta vez, enviou seu advogado, Evânio José de Moura Santos.

A novidade foi uma resposta enviada pela Federação Internacional de Handebol (IHF) ao STJD que confirma informação da ESPN sobre uma dívida da CBHb de 2011 existente até hoje. No entanto, o cartola máximo do esporte solicitou a tradução do documento - que estava em inglês - por meio de um tradutor juramentado, o que foi acatado pelo Tribunal e será feita em até dois dias úteis.

Com isso, a decisão final do órgão só deve sair na semana que vem, possivelmente até o dia 2 de maio.

A reportagem teve acesso à documentação enviada pela IHF, que diz que, atualmente, a dívida está em quase R$ 2 milhões (cerca de 618 mil francos suíços). Veja abaixo os documentos que a Federação Internacional enviou em fevereiro à CBHb e foram repassados nesta segunda ao STJD do Handebol. 

Reprodução/ESPN
Reprodução/ESPN

 

A defesa de Manoel Luiz ainda fez diversas outras reivindicações ao painel arbitral, mas teve a maioria dos seus pedidos indeferidos.

Foi ouvido também o testemunho de Junio Augusto de Souza, presidente da Federação Goiana de Handebol, a pedido da defesa de Manoel. E o dirigente de Goiás, após questionado, disse que o mandatário da CBHb falou da dívida com a IHF na eleição da entidade, realizada no começo de fevereiro, mas não lembra se ouviu falar de valores e ainda confirmou que a dívida não constava no balanço da entidade.

Formam o painel arbitral os auditores Andre Menezes Bio (presidente), Roberto Soares Armelin e Mércia Regina Polisel Fernandes Silva.

Também compareceram à audiência Reinaldo Barreiros, diretor da Federação Paulista de Handebol, Fabiano Cavalcante, presidente da Federação Cearense e candidato à presidência da CBHb pela oposição, o advogado Alessandro Kishino, o árbitro David Sanchez - autor das denúncias que motivaram o Dossiê Handebol e que já havia ido também à primeira audiência - além de dois atletas universitários da modalidade.

O processo aberto pela oposição contra a gestão do mandatário, que está há 28 anos no poder da entidade esportiva, é inteiramente baseado em denúncias feitas pelo Dossiê Handebol, do Jogo Limpo.

A petição inicial do processo aberto pela oposição do handebol junto ao STJD é inteiramente baseado nas reportagens da ESPN, que mostra irregularidades nas prestações de contas da confederação, além de indícios de fraudes de R$ 6 milhões, bolsas-atletas que não foram pagos de maneira correta, entre outras coisas.

No total, já foram publicadas mais de duas dezenas de matérias sobre o esporte ao longo do dossiê, que pode ser visto abaixo.

  • DOSSIÊ HANDEBOL

CLIQUE NOS LINKS E VEJA AS REPORTAGENS DA SÉRIE

Atas e datas de assinaturas indicam fraudes em licitações de R$ 6 milhões

Sem nenhum empregado, firma que geria projetos organizava festas; veja gastos 

Auditorias mostram mais de R$ 800 mil sem recibos; cartolas levaram benesses

CBHb teve pleito com diretor eleito e pediu aumento a técnico pelo título de outro

Em Mundial investigado, Confederação deu calote em cheerleaders

Atas com indícios de fraudes também foram assinadas por esposa de presidente

CBHb contratou firma sem funcionários e cotou preços com empresa que não existia

Licitação para aviões do handebol teve três concorrentes: a mãe e os dois filhos

Confederação atrasou bolsas-atletas em mais de um ano e superfaturou hotéis

Contratos comprovam evidências de novas fraudes em licitações do Handebol

Em 2011, handebol fez dívida de R$ 7,5 milhões que não foi quitada até hoje

Presidente bancou cartolas em churrasco regado a cerveja um dia antes da eleição

No Whatsapp dos cartolas, presidente se revolta e ameaça 'resolver no braço'

 

  • REPERCUSSÕES


Após reportagens, procurador pede abertura de inquérito policial contra a CBHb

Em meio a denúncias, atletas e federações articulam movimento de oposição

Oposição pede afastamento imediato e impugnação de presidente da CBHb

STJD impede reeleição de cartola do handebol por denúncias da ESPN

Com mandato sub judice, presidente da CBHb tenta derrubar poder do STJD

STJD agenda audiência que vai definir rumos do handebol brasileiro

Presidente da CBHb vai à Justiça contra o STJD, mas é derrotado e será julgado 

Manoel não vai ao próprio julgamento, e STJD adia por mais uma semana 

 

  • CONTATO JOGO LIMPO

 

Em setembro, a ESPN lançou um canal para fiscalizar e cobrar transparência no esporte. Queremos a contribuição dos leitores e telespectadores do canal para contar essas histórias. Se você tem alguma dica, de qualquer esporte, olímpico ou paralímpico, nos mande um e-mail para: jogolimpo@espn.com. A fonte será preservada.

 

 

Comentários

Julgamento do Handebol: Federação Internacional confirma dívida da CBHb, mas cartola pede tradução do inglês

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.