Por Neymar, Barcelona ataca tapetão espanhol e põe em dúvida isenção de presidente do órgão

ESPN.com.br
EXPULSO! Neymar faz falta dura em Llorente e leva cartão vermelho

O Barcelona atacou a decisão do Tribunal Administrativo do Esporte (TAD) e até colocou em dúvida a isenção do presidente do órgão espanhol, em nota divulgada neste sábado. A ira do clube blaugrana ocorreu após o anúncio de que os representantes do TAD não irão mais se reunir neste fim de semana para julgar o recurso referente a suspensão de três jogos dada a Neymar. A diretoria da equipe catalã tinha esperança conseguir liberar o atacante para o duelo contra o Real Madrid, neste domingo, pelo Campeonato Espanhol. 

Os magistrados do TAD até se reuniram, em caráter extraordinário, na manhã deste sábado, mas o presidente do órgão cancelou a sessão e enviou um comunicado ao Barcelona explicando que o brasileiro segue punido e não poderá entrar em campo.

Uma das justificativas que o recurso enviado pelo Barcelona chegou depois do prazo, após o horário-limite permitido na última sexta-feira. O clube catalão rebateu a informação por meio de um comunicado e disse que enviou o recurso às 16h08, portanto dentro do prazo.

A imprensa espanhola chegou a noticiar que fazia parte da estratégia do Barcelona encaminhar o recurso no limite, esperando que, uma vez que o prazo para o julgamento era curto, o TAD concedesse uma medida cautelar suspendendo temporariamente o gancho. Assim Neymar ficaria livre para jogar neste domingo.

"O FC Barcelona expressa toda a sua surpresa porque o presidente do TAD afirma em nota que o órgão não pôde se reunir para discutir o recurso dado que 'era público e notório' que o TAD já tinha finalizado a reunião, tendo em conta que o Barcelona apresentou o recurso entro do prazo estabelecido pelas normas da entidade. Além disso, o TAD nunca notificou o Barcelona o horário fixado para a reunião", diz um trecho da nota oficial do Barcelona

"Também nos surpreende que o presidente do TAD afirme que para apreciar o recurso necessita de um informe do Comitê de Apelação, quando, na verdade, ontem o TAD já não dispunha desse informe durante a reunião celebrada", acrescenta o clube catalão.

"Da mesma forma, nos surpreende que o presidente do TAD, independentemente de todas as formalidades processuais previstas nas regras, se permita dar uma opinião sobre se deve ou não aceitar uma liminar", prosseguiu o Barcelona em mais um ataque ao presidente.

Rafa Oliveira vê 'tentativa desesperada' do Barcelona em contar com Neymar

Por ter sido expulso na partida contra o Málaga e ironizado a arbitragem, Neymar foi suspenso por três partidas do Campeonato Espanhol, sendo uma pelo quartão vermelho e outras duas por ter aplaudido o quarto árbitro.

A expectativa de conseguir liberar Neymar para o clássico contra o Real Madrid era justificada porque há um precedente na Espanha para um julgamento do TAD em um sábado. Em fevereiro de 2014, foi o Real Madrid que apelou para tentar contar com Cristiano Ronaldo em jogo contra o Elche. No fim, porém, os magistrados mantiveram a suspensão.

Real Madrid e Barcelona se enfrentam no próximo domingo, às 15h45 (de Brasília), no Santiago Bernabéu, pela 33ª rodada do Campeonato Espanhol. O time madrilenho lidera a competição com 75 pontos, enquanto o rival é vice-líder, com 72.

Comentários

Por Neymar, Barcelona ataca tapetão espanhol e põe em dúvida isenção de presidente do órgão

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.