Com maior constelação de 'camisas 10', Flamengo sofre com lesões, desconfia de promessas e improvisa

ESPN.com.br
Três volantes? Bibiana Bolson traz informações sobre o treino do Flamengo

A posição do "camisa 10" está em extinção do futebol?

No elenco do Flamengo, não. Diego, Conca, Mancuello e Ederson, além de Lucas Paquetá e Matheus Savio, que vieram do sub-20, podem fazer a função. Contudo, nenhum deles deve ser escalado pelo técnico Zé Ricardo para o confronto diante do Botafogo, pelo Campeonato Carioca, no próximo domingo.

Diego sofreu lesão no joelho e deve voltar apenas no final de maio; Conca ainda não tem previsão para voltar aos gramados; Ederson, que não joga desde julho de 2016, está em fase final de recuperação, mas não está fisicamente preparado para entrar em campo; Mancuello é uma incógnita, já que sequer ficou no banco contra o Atlético-PR, na última quarta-feira, e vem reclamando de incômodos na coxa direita.

Sem confiança nos jovens Paquetá e Savio, o treinador deve suprir o buraco na equipe improvisando o lateral-esquerdo Miguel Trauco.

Sem Diego, Alê Oliveira opina sobre quem deve substituir o meia: 'Acho que Mancuello seria melhor solução'

O peruano até já foi utilizado no meio campo, mas atuando pelos lados, não centralizado. Foi o caso, por exemplo, da última partida da equipe, contra os paranaenses na Libertadores. Trauco atuou ao lado esquerdo de Diego, enquanto à direita foi escalado Gabriel.

Se optar então por manter o esquema tático com dois volantes e um "camisa 10", o técnico Zé Ricardo deverá improvisar o camisa 13, com Bérrio no seu lugar.

Outra opção é que Rômulo, recuperado de lesão, entre em campo e forme um trio de volantes com William Arão e Márcio Araújo.

Sem Diego, Fla testa esquema com três volantes; BB Debate analisa opções

Neste cenário, Trauco poderia fazer a dupla de armação com Gabriel ou então ser o único criador, enquanto o camisa 17 comporia o ataque com Paolo Guerreiro.

Gilvan de Souza/Fla Imagem
Ze Ricardo durante treino do Flamengo
Ze Ricardo durante treino do Flamengo

A mais remota possibilidade é a escalação de Adryan, antiga jóia hoje esquecida pelo clube. Contudo, é quase impossível que isso aconteça, uma vez o atleta jogou pela última vez no final de fevereiro.

Zé Ricardo tem até domingo para escolher o time que atuara diante do Botagofo, nas semifinais do Campeonato Carioca.

Comentários

Com maior constelação de 'camisas 10', Flamengo sofre com lesões, desconfia de promessas e improvisa

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.