Diretor do Corinthians é acusado de entrar em jogo e espancar atleta do futebol americano

Diego Garcia, do ESPN.com.br
Divulgação
Corinthians vive polêmica envolvendo diretor de futebol americano e atleta
Corinthians vive polêmica envolvendo diretor de futebol americano e atleta

O atleta Gabriel Hassani André Piauí, do futebol americano do Corinthians, ingressou na Justiça contra o clube e o diretor da modalidade, Ricardo Trigo.

O jogador diz que o dirigente entrou em um jogo da equipe e o espancou.

"No dia 22 de janeiro de 2017, o autor da ação (Gabriel) jogava uma partida no clube quando discutiu com um atleta do outro time. O réu Ricardo Trigo, diretor do Corinthians, se dirigiu ao autor batendo em seu peito, o autor virou as costas e saiu. Porém, o segundo réu foi atrás dele e passou a desferir diversos socos em seu rosto".

Trigo foi procurado pela reportagem, que não conseguiu contato.

"As pessoas que estavam ali seguraram Ricardo Trigo, inclusive o pai de Gabriel, e ficaram estarrecidos com a atitude do Sr. Ricardo com um garoto", continua o processo, que corre na Justiça de São Paulo.

Reprodução Facebook
Foto do Facebook de Gabriel Hassani André; jogador alega ter sido espancado por dirigente
Foto do Facebook de Gabriel Hassani André; jogador alega ter sido espancado por dirigente


A reportagem, então, procurou Diógenes Mello, advogado do clube, que prometeu conversar com o diretor de futebol americano.

"A gente ficou sabendo disso (do processo), mas não recebemos nenhuma notificação, não sabemos do que se trata. Temos conhecimento da ação, mas não sabemos ainda a estratégia, porque o clube não foi citado, precisamos conversar com o Trigo para saber o que ocorreu. No momento, não tenho como te dar informação", disse o advogado.

Em 2015, a ESPN já havia publicado polêmica do futebol americano corintiano envolvendo Ricardo Trigo. Na ocasião, um gringo processou o clube alegando ter passado fome enquanto defendeu a equipe e ameaçou chamar até o FBI.

ESPN.com.br
Gabriel acusa agressão de dirigente corintiano
Gabriel acusa agressão de dirigente corintiano


 Em uma decisão inicial, a Justiça solicitou a juntada de cópias dos documentos pessoais (RG, CPF ou CNH) e comprovante do seu endereço declinado na petição inicial no prazo de até 10 dias.

Comentários

Diretor do Corinthians é acusado de entrar em jogo e espancar atleta do futebol americano

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.