Alemanha prende 1º suspeito, investiga mais um e diz que trata ataque em Dortmund como 'terrorista'

ESPN.com.br
Polícia faz cerco a ônibus do Borussia Dortmund após explosões

O Ministério Público alemão anunciou, na manhã desta quarta-feira, que prendeu um suspeito e investiga mais um pelo ataque ocorrido na terça ao ônibus que levava a delegação do Borussia Dortmund para a partida contra o Monaco, pelas quartas de final da Uefa Champions League.

Segundo a polícia local, em entrevista coletiva à imprensa, o incidente está sendo tratado como um "ataque terrorista" e que "um fundo islâmico é possível". "Dois suspeitos estão sendo investigados. Um deles foi preso", anunciou o porta-voz das autoridades.

A polícia também deu detalhes sobre os explosivos encontrados no local. Com alcance de cerca de 100 metros, o material continha "estilhaços de metal", e um desses fragmentos acertou o encosto de um dos bancos do ônibus na altura da cabeça. "Podemos ficar felizes que nada pior aconteceu."

A suspeita de "um fundo islâmico" no ataque surgiu com uma carta encontrada próxima aonde aconteceram as três explosões. Segundo a imprensa local, o texto começa com referências a "Alá, o clemente, o misericordioso", se referia ao atentado jihadista ocorrido em dezembro no ano passado, em um mercado natalino de Berlim e denúncia que aviões tornados alemães participam do assassinato de muçulmanos no califado do autodenominado Estado Islâmico (EI).

Solidariedade: Torcedores do Dortmund 'adotam' fãs do Monaco por uma noite

Por esse motivo, continua, atletas e personalidades da "Alemanha e outros países da cruzada" estão na lista de objetivos do EI até que os Tornados sejam retirados e se feche a base americana situada em Ramstein. Oficialmente, a polícia se limitou dizer que a investigação continua, mas sem dar detalhes, que continua analisando a veracidade da carta.

O ataque em Dortmund aconteceu em torno das 19h15 (hora local; 14h15 de Brasília), quando três artefatos explodiram quando o ônibus do Borussia seguia para o estádio Signal Iduna Park, onde aconteceria partida contra o Monaco, pelas quartas de finais da Uefa Champions League. O jogo acabou adiado para esta quarta.

Diretor do Dortmund relata momento de explosões e diz: 'O time está em choque'

O único jogador ferido foi o espanhol Marc Bartra, operado na própria terça em um hospital de Dortmund ao fraturar a mão, de acordo com informações divulgadas pelo clube. Além disso, um policial que fazia escolta do ônibus também ficou machucado.

Comentários

Alemanha prende 1º suspeito, investiga mais um e diz que trata ataque em Dortmund como 'terrorista'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.