Peru derrota o Uruguai e volta a sonhar com a Copa; Brasil se classifica para o Mundial

ESPN.com.br
Getty
Guerrero marcou na vitória do Peru
Paolo Guerrero marcou na vitória do Peru

A vitória da seleção brasileira sobre o Paraguai por 3 a 0, na Arena Corinthians, já tinha deixado a equipe do técnico Tite muito próxima de uma vaga na Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Horas mais tarde, a classificação brasileira para o Mundial do ano que vem foi consumada. Isso graças à vitória de virada do Peru sobre o Uruguai, em Lima, por 2 a 1. O Brasil é o primeiro time a garantir presença na Copa do Mundo, além da anfitriã Rússia.

Mas foi o Uruguai que saiu na frente na partida desta terça-feira. Aos 29 minutos do primeiro tempo, Suárez recebeu na entrada da área, brigou com a marcação e deu um toque por cima para Carlos Sánchez. O meia, então, pegou de primeira, um pouco torto, mas conseguiu abrir o marcador para os uruguaios.

O Peru, no entanto, não sentiu o golpe e empatou pouco depois, aos 33 minutos. Guerrero foi lançado por Cueva, ganhou de Godín na corrida e chutou no canto do goleiro Muslera para balançar a rede. Ainda no final do primeiro tempo, o são-paulino Cueva sentiu uma lesão e deixou o campo de maca, sendo substituído por Hurtado.

Mesmo sem o seu ‘maestro' no segundo tempo, o Peru conseguiu arrancar a importante vitória. Aos 17 minutos, Carrillo recebeu na direita, limpou o marcador e levantou com a perna esquerda. Guerrero tentou o domínio, mas acabou dando uma assistência para Flores, que venceu Muslera: 2 a 1. Na reta final da partida, Urretaviscaya ainda recebeu o cartão vermelho e dificultou ainda mais as coisas para o Uruguai.

Com o triunfo em casa nesta terça-feira, o Peru chegou aos 18 pontos na tabela, na sétima posição, ainda sonhando com uma vaga no Mundial da Rússia. A Argentina, quinta colocada, soma 22 pontos, na zona da repescagem. Depois de três derrotas seguidas, o Uruguai cai para a terceira colocação, agora com 23 pontos, e vê os rivais se aproximarem perigosamente. A vitória peruana ainda deu uma ajuda ao Brasil. Com o resultado, o time de Tite, líder das Eliminatórias com 33 pontos, já está classificado para a Copa do Mundo da Rússia.

Faltando quatro rodadas para o fim das Eliminatórias, a seleção brasileira já garantiu, ao menos, o quarto lugar. Na próxima rodada, em agosto, o Uruguai, terceiro colocado, vai receber a Argentina, que está na quinta posição. Ao menos uma das seleções perderá pontos na partida e, mesmo que o Brasil seja derrotado pelo Equador, a equipe de Tite não poderá mais ser alcançada, pelo menos, por uma de suas grandes rivais na reta final da competição eliminatória.

O jogo

Com o retorno de Luis Suárez, o otimismo da equipe de Oscar Tabarez para se recuperar nas Eliminatórias era grande. Principalmente porque, logo aos 29 minutos do primeiro tempo, Carlos Sánchez abriu o placar depois de boa jogada do atacante do Barcelona, que parecia ter fome de bola nesta terça e se doava ao máximo em cada lance.

O problema é que o Peru precisava da vitória de qualquer jeito. Embalados pelo apoio de seus torcedores, os peruanos passaram a travar um jogo de muita disposição e contato físico e, assim, quase que na marra, empataram o duelo com Paolo Guerrero ainda antes do intervalo.

Na etapa final, o panorama não mudou. O jogo era lá e cá. Os dois times buscavam o gol incessantemente e davam espaços em suas retaguardas. Mas quem conseguiu ser efetivo foi o Peru. Flores não desperdiçou bate e rebate dentro da área e virou o confronto, levando o estádio Nacional à loucura.

Dai para frente a partida se transformou em uma batalha. O árbitro chileno Julio Bascuñán era muito pressionado a cada lance, bem ao estilo de um duelo sul-americano. E o juiz se transformou em personagem aos 31, quando expulsou Urretaviscaya por ter tocado com o braço na bola em lance que o jogador do Uruguai corria em direção ao gol, sem marcação. A decisão revoltou o Uruguai, que não teve escolha a não ser continuar pressionando.

O Peru ganhou ainda mais espaço e por pouco não chegou ao terceiro gol. A falta de capricho quase custou caro. Aos 47, Godín cabeceou uma bola no travessão. Ao quicar no chão, ela não ultrapassou a linha, apesar da pressão dos visitantes. E, no fim, o placar não foi mais alterado. Uma vitória que manteve o Peru na briga e colocou o Brasil na Copa.

Veja todos os resultados desta 14ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas:

Brasil 3 x 0 Paraguai
Bolívia 2 x 0 Argentina
Equador 0 x 2 Colômbia
Chile 3 x 1 Venezuela
Peru 2 x 1 Uruguai

FICHA TÉCNICA:
PERU 2 X 1 URUGUAI

Local: Estádio Nacional, em Lima (Peru)
Data: 28 de março de 2017, terça-feira
Horário: 23h15 (de Brasília)
Árbitro: Julio Bascuñán (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann e Carlos Astroza (ambos do Chile)
Cartões amarelos: PERU: Tapia, Hurtado, Guerrero e Corzo. URUGUAI Urretaviscaya (2), Fucile.
Cartão vermelho: URUGUAI: Urretaviscaya.
GOLS: PERU: Paolo Guerrero, aos 33 minutos do 1T, e Flores, aos 17 minutos do 2T
URUGUAI: Carlos Sanchez, 29 minutos do 1T.

PERU: Gallese, Rodríguez, Corzo, Yotún, Trauco, Araujo, Cueva (Hurtado), Tapia, Carrillo (Andy Polo), Flores e Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca

URUGUAI: Muslera; Pereira, Giménez, Godín e Fucile; González, Vecino, Sanchez (Urretaviscaya) e Rodríguez (Arrascaeta); Cavani e Suárez. Técnico: Oscar Tabarez

Comentários

Peru derrota o Uruguai e volta a sonhar com a Copa; Brasil se classifica para o Mundial

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.