Emoção, choro e homenagens: o retorno do zagueiro Dedé

Gazeta Press
Gazeta Press
Dedé foi o capitão do Cruzeiro
Dedé foi o capitão do Cruzeiro

Mais de um ano depois, o zagueiro Dedé novamente pisou em um gramado para uma partida oficial com a camisa do Cruzeiro, diante do Joinville, na noite desta terça-feira, na Arena Joinville.

No dia 28 de fevereiro de 2016, Dedé jogou pela última vez. Dois dias depois, ele sentiu dores e foi diagnosticado uma fratura na patela. No ano anterior, Dedé já tinha passado por problemas físicos e também não conseguiu render no campo o que gostaria.

Diante de todo esse histórico, Dedé falou sobre seu retorno, que contou com apoio de amigos e bastante emoção. "Estou feliz, emocionado, foi um dia choroso, vários atletas dando parabéns, mandando vibrações, isso que dá prazer de jogar", avaliou.

Mascote do Cruzeiro visita escola no Dia Internacional da Síndrome de Down; Confira!

Com o retorno confirmado, Dedé explicou que tudo correu bem, sem dores ou problemas. "Tudo tranquilo, não senti nada, fizeram um bom trabalho de fisioterapia comigo. Essa volta eu consegui fazer o melhor possível", destacou.

Dedé agora quer seguir com os treinamentos na Toca da Raposa e já sonha com jogos maiores pelo Cruzeiro. "Eu acho que ficou no coração de todo mundo minha garra pra estar aqui, minha vontade de jogar, acho que isso é transmito, só faço coisa certa na minha vida, Deus me deu essa oportunidade. Os torcedores orando por mim. Só tenho a agradecer. Agora é tocar, seguir com os treinos, buscar títulos com o Cruzeiro", finalizou.

 

Comentários

Emoção, choro e homenagens: o retorno do zagueiro Dedé

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.