Enxadrista de 18 anos é expulsa da seleção do Irã por não usar véu islâmico

Gazeta Press
ATTA KENARE/AFP/Getty Images
Irã Xadrez Hijab 10/10/2016
Enxadristas iranianas são obrigadas a competir com hijab

A jovem enxadrista Dorsa Derakhshani foi expulsa da seleção de xadrez do Irã, nesta segunda-feira. A atleta de 18 anos deixa a seleção nacional por não ter usado o hijab, vestimenta da doutrina islâmica, durante o Torneio de Gibraltar, no final de janeiro..

A punição não ficou restrita apenas a Dorsa. Seu irmão mais novo, Borna Darakhshani, de 15 anos, foi expulso da seleção por ter jogado contra um enxadrista de Israel.

"O primeiro passo será a proibição para atuar em torneios no Irã, e não vão ter oportunidade de estar na equipe nacional. Nossos interesses nacionais tem prioridade sob todas as coisas. Não há indulgência para aqueles que pisoteiam os ideais e princípios do Irã", afirmou Mehrdad Pahlevanzadeh, diretor da Federação de Xadrez do Irã.

Dorsa e seu irmão participaram de forma independente do torneio em Gibraltar.

Há 38 anos, os esportistas iranianos são proibidos de competirem contra rivais de Israel, por conta de diferenças políticas entre os dois países.

Comentários

Enxadrista de 18 anos é expulsa da seleção do Irã por não usar véu islâmico

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.