Após protesto no Rio 2016, medalhista etíope reencontra família

Gazeta Press

 

Getty Images
 Feyisa Lilesa ao cruzar a linha de chegada na Rio 2016
Feyisa Lilesa ao cruzar a linha de chegada na Rio 2016

Nesta quarta-feira, uma cena comovente aconteceu no aeroporto de Miami. O maratonista etíope Feyisa Lilesa, medalhista de prata nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, reencontrou sua família após meses de separação.

Ao cruzar a linha de chegada na maratona do Rio 2016, Lilesa cruzou os braços e cerrou os punhos, em claro apoio aos protestos realizados na Etiópia contra o governo local, acusado de matar cidadãos de etnias diferentes.

Após a manifestação, Feyisa ficou afastado do seu país por temer represálias e até mesmo a morte por parte das autoridades etíopes e, por isso, ficou exilado primeiro no Brasil e depois nos Estados Unidos. Com o visto do país norte-americano acertado, o fundista conseguiu encontrar sua família.

Usain Bolt e Simone Biles são eleitos os atletas do ano de 2016

"O meu maior presente é ver a minha família de novo, tudo tem sido muito difícil. Minha mente estava muito ocupada com o que estava acontecendo com a minha família e na Etiópia, com o meu povo. Isso está constantemente em minha mente, enquanto estou correndo ou dormindo", disse o atleta à NBC.

Comentários

Após protesto no Rio 2016, medalhista etíope reencontra família

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.