Grafite, 'Ibra boliviano' e rival do Palmeiras campeão de 1999: veteranos são protagonistas na briga pelos grupos da Libertadores

Antônio Strini, do ESPN.com.br
Arte ESPN - EFE e Getty
Grafite, Pablo Escobar e Roque Santa Cruz estão na disputa para entrar nos grupos
Grafite, Pablo Escobar e Roque Santa Cruz estão na disputa para entrar nos grupos

Grafite, Pablo Escobar, Roque Santa Cruz.

Três jogadores com 35 anos ou mais nos quais os torcedores de suas equipes depositam confiança para avançar à fase de grupos da Libertadores.

Os outros concorrentes também possuem veteranos em seus elencos que estão em destaque e podem fazer a diferença.

Campeão em 2005 pelo São Paulo, Grafite retornou ao Brasil no ano passado pelo Santa Cruz após uma década no exterior e hoje comanda o ataque do Atlético-PR, que recebe nesta quarta-feira o paraguaio Deportivo Capiatá, estreante na competição.

Ele deixou sua marca, de pênalti, na vitória diante do Millonarios na ida da segunda fase - o Furacão avançou após perder na volta e levar a melhor nos pênaltis.

Jair relaciona Montillo e Camilo, mas esconde escalação contra o Olimpia

O atacante atuou em todos os minutos dos duelos contra o time colombiano - até com proteção na cabeça após um choque lhe dar um corte - e, aos 37 anos, continua assustando os adversários. No meio-campo, o técnico Paulo Autuori conta com Lucho González, argentino com passagens marcantes por River Plate (com quem ganhou a Libertadores em 2015), Porto e Olympique de Marselha.

No Capiatá, o destaque é Roberto Gamarra, centroavante de 35 anos que foi um dos heróis na virada impressionante diante do Universitario no Peru. Ele fez os dois primeiros gols na vitória por 3 a 0 no jogo de volta após a derrota na ida por 3 a 1.

Camilo pede concentração extra em campo e diz estar 100% fisicamente para o jogo conta o Olimpia

Após a classificação, o artilheiro disse: "São poucos os que puderam virar este tipo de resultado. A imprensa peruana e o técnico deles (Roberto Challe) nos davam como mortos. Não tem que falar antes de o galo cantar".

Já o Olimpia visita o Botafogo no Estádio Nilton Santos depois de eliminar na etapa anterior o Independiente del Valle, atual vice-campeão da Libertadores.

O gol da classificação veio com Roque Santa Cruz, 35, de cabeça, já nos minutos finais do segundo tempo. O ex-atacante de Bayern de Munique, Manchester City e Málaga não disputava a competição desde 1999 e sentiu novamente o gosto de balançar as redes, agora diante de seus torcedores.

Há 18 anos, o centroavante - ainda uma promessa nos gramados paraguaios - enfrentou o Palmeiras, que ganharia aquela edição da Libertadores.

Edcarlos diz que Olimpia precisa jogar de forma organizada para ter chance contra o Bota

O zagueiro Edcarlos, recente contratação do clube decano, elogiou Roque Santa Cruz ao Bate-Bola Bom Dia: "Me surpreendeu. Ele é vencedor e me impressionou a simplicidade com que trata a todos, não é à toa que conquistou tudo o que conquistou na carreira. É um cara para se espelhar no futebol dentro e fora de campo".

Outro nome conhecido dos brasileiros é Pablo Escobar.

O jogador de 37 anos, chamado de Ibrahimovic da Bolívia, continua sendo a referência do The Strongest, que passou fácil pelo Montevideo Wanderers na segunda fase e agora vai enfrentar o chileno Unión Española.

Ipatinga, Santo André, Mirassol, Ponte Preta e Botafogo tiveram o jogador nascido no paraguaio em seus elencos entre 2008 e 2011.

Mauro exalta epopeia do Atlético Tucumán na Libertadores: 'Não somos europeus'

A partida de ida acontece nesta quinta, em Santiago, e o camisa 10 falou: "Esperamos conseguir um resultado que deixa aberta a eliminatória para defini-la em La Paz, diante de nossa torcida. Queremos manter nosso arco zerado e talvez fazer algum gol".

No estreante Atlético Tucumán, que pega o Junior de Barranquilla, o goleiro Cristian Lucchetti também é destaque. Aos 38 anos e "fazedor de gols", o jogador teve papel de destaque na heroica vitória por 1 a 0 sobre o El Nacional, no Equador, após a longa jornada até o elenco argentino chegar ao estádio.

O goleiro fez questão de elogiar o elenco do Tucumán: "Há um grupo que tem muita humildade e muita vontade de crescer. Apesar da idade, como no meu caso. A união nos levou a conseguiu coisas muito importantes, algo que ninguém imaginava".