Ábila resolve, Cruzeiro bate reservas da Chapecoense, segue líder do grupo e mantém 100%

Agência Gazeta Press
Veja os gols da vitória por 2 a 0 do Cruzeiro sobre a Chapecoense

O Cruzeiro não enfrentou grandes dificuldades para bater a Chapecoense, na noite desta quinta-feira, no Mineirão, em duelo válido pela Primeira Liga. O time azul venceu por 2 a 0 e segue na liderança do grupo C, com seis pontos e 100% de aproveitamento na temporada.

A Chapecoense mandou a Belo Horizonte um time completamente alternativo. A Federação Catatinense de Futebol não alivia as datas para a Primeira Liga e o time alviverde atuou no estadual na noite de quarta-feira. Para se ter uma ideia, o duelo diante do Cruzeiro seria para o mesmo dia que o jogo no regional. O clube de Santa Catarina pediu a troca da data.

Pela Primeira Liga, o Cruzeiro volta a campo no dia 22, uma quarta-feira, contra o Joinville. Já a Chapecoense recebe o Atlético-MG, no dia 1 de março, na Arena Condá.

O jogo

O Cruzeiro se mostrou melhor em campo no início do jogo. O time azul, porém, encontrava algumas dificuldades para penetrar na defesa e abusava das jogadas pela esquerda, atuando mais por aquele canto. A Chapecoense tinha a postura defensiva, esperando um erro celeste para tentar a sorte.

Aos 19, o Cruzeiro chegou com bastante perigo. Em boa jogada, construída pela esquerda, Bryan cruzou para Ábila e a bola tirou tinta da trave. Pouco depois, Rafinha chutou de fora da área obrigando o goleiro a fazer grande defesa.

O Cruzeiro tinha bastante posse de bola, mas seguia concentrando as jogadas pela esquerda e tinha o time, em alguns momentos, apagado.

Aos 36, o meia Rafinha, que fazia bom jogo, foi para o mano a mano e levou pra área e o zagueiro segurou. O árbitro, atento, marcou pênalti. Abila não perdoou e abriu o placar em cobrança forte.

O Cruzeiro terminou o primeiro tempo melhor, com mais posse de bola, mas com alguns vícios dentro do jogo que precisariam ser corrigidos para a etapa complementar.

Segundo Tempo

Na volta do intervalo, o cenário era o mesmo. O Cruzeiro era melhor, mandava no jogo, e o time alternativo da Chapecoense não apresentava qualquer possibilidade de fazer algo superior.

Aos 10 minutos, o atacante Ramon Ábila fez um belo gol. Ele recebeu a bola no ataque, sozinho, tirou o zagueiro com drible de corpo e partiu para o gol. A arqueiro saiu, mas ficou na saudade e viu a bola passar por cima, e morrer no fundo da rede.

O Cruzeiro seguiu melhor durante o segundo tempo, mas, sem pressão pelo resultado, tirou o pé e controlava mais suas ações. O destaque do segundo tempo foi a reestreia de Lucas Silva, que voltou ao clube depois de um tempo no futebol europeu.

Veja os melhores momentos da vitória por 2 a 0 do Cruzeiro sobre a Chapecoense

FICHA TÉCNICA:
CRUZEIRO 2 X 0 CHAPECOENSE

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 09 de fevereiro, quinta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Daniel Nobre
Assistentes: Julio César Freitas e Lúcio Flor
Cartão amarelo: Scalon, Wesley (Chapecoense).
Gols: Cruzeiro: Ramon Ábila, aos 39 minutos do primeiro tempo. Ábila, aos 8 do segundo tempo (Cruzeiro)

CRUZEIRO: Rafael, Mayke, Caicedo, Manoel, Bryan (Fabrício), Hudson (Lucas Silva), Lucas Romero, Alex (Arrascaeta), Rafinha, Elber, Ramon Ábila. Técnico: Mano Menezes.

CHAPECOENSE: Tiepo; Lucas Marques, Hiago, Vinicius e Busanelo; Lucas Mineiro, Scalon (Ronei) e Bryan (Guilherme Lima); Lourency, Wesley Natã (Japa) e Perotti. Técnico: Emerson Cris

Comentários

Ábila resolve, Cruzeiro bate reservas da Chapecoense, segue líder do grupo e mantém 100%

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.