Expulso do Rayo Vallecano por acusações de ser nazista, atacante volta a treinar no Betis

EFE
EFE/Julio Muñoz
Zozulya Treino Betis 09/02/2017
Zozulya (esq) durante treino do Betis, nesta quinta-feira

O atacante ucraniano Roman Zozulya voltou a treinar com os companheiros do Betis nesta quinta-feira, dias depois de ter cessão por empréstimo ao Rayo Vallecano ter sido cancelada pela reação da torcida.

O jogador iria para a equipe que disputa a segunda divisão do Campeonato Espanhol, mas encontrou forte rejeição e muitos protestos, por ser acusado de alinhamento com a ideologia neonazista.

Nesta quinta, Zozulya trabalhou normalmente sob o comando do técnico Victor Sánchez, sendo recebido com aplausos pelos demais companheiros, que se manifestaram publicamente há alguns dias para dar apoio ao ucraniano.

O Rayo Vallecano, que ficou sem o jogador, ainda deseja concretizar a transferência por empréstimo, conforme resposta enviada à EFE nesta quinta-feira.

"Não vamos aceitar coações, pressões ou chantagens de ninguém. Só nos falta saber o que ele (Zozulya) vai decidir, porque, na segunda-feira, estamos esperando um sim ou um não", diz a nota.

Hoje, está marcada uma nova reunião para tentar resolver o impasse, inclusive, porque o ucraniano está registrado como atleta do Rayo desde 1º de fevereiro, e, inclusive, está cobrando do clube o pagamento de salários pelo período.

Comentários

Expulso do Rayo Vallecano por acusações de ser nazista, atacante volta a treinar no Betis

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.