Rússia, finalmente, admite doping no atletismo: 'Técnicos não sabem como trabalhar sem ele'

ESPN.com.br
Getty
Rússia perdeu prata de Londres 2012 por doping de Antonina Krivoshapka (2ª da dir. para esq.)
Rússia perdeu prata de Londres 2012 por doping de Antonina Krivoshapka (2ª da dir. para esq.)

Ex-ministro do Esporte e atual vice-premier da Rússia, Vitaly Mutko reconheceu, nesta terça-feira, que há doping no esporte nacional e criticou principalmente os técnicos do atletismo, que, segundo ele, "não sabem como trabalha sem ele".

Os comentários acontecem no dia seguinte à Federação Internacional de Atletismo (IAAF) manter a suspensão ao país por causa do escândalo de dopagem revelado em 2016 - com suspeitas de patrocínio estatal.

Com isso, os atletas russos devem perder o Mundial de agosto em Londres.

"A federação de atletismo teve muitas violações. Os atletas quebraram as regras, e muitos técnicos não sabem como trabalhar sem doping. É a hora de eles se aposentarem", afirmou Mutko, um dos acusados de acobertar os escândalos.

Investigador da WADA acusa Rússia de novo escândalo de doping, envolvendo mais de 1000 atletas

O vice-premier, porém, afirmou que o escândalo de doping não está apenas no esporte de seu país e garantiu que a IAAF elogiou os esforços.

"Durante o ano passado nós tivemos uma quantidade imensa de trabalho. Eles (IAAF) nos disseram: 'Vocês fizeram um ótimo trabalho, mas ainda há muito a ser feito (para frear a doping russo). Isso acontece quando não há critérios claros, regras claras", falou.

Comentários

Rússia, finalmente, admite doping no atletismo: 'Técnicos não sabem como trabalhar sem ele'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.