Jogadores do Betis saem em defesa de companheiro 'chutado' por torcida e chamado de neonazi

ESPN.com.br
Getty
Jogadores do Betis dão apoio a ucraniano que foi insultado no Rayo Vallecano
Jogadores do Betis dão apoio a ucraniano que foi insultado no Rayo Vallecano

Os jogadores do Betis manifestaram apoio a Roman Zozulya, atacante ucraniano que teve seu empréstimo ao Rayo Vallecano cancelado após manifestações da torcida do futuro ex-time por suposta ligação ao nazismo.

O elenco da equipe de Sevilla fez um comunicado, lido pelo veterano Joaquín, e expressou a indignação com a situação vivida pelo jogador

"Estamos aqui para expressar nossa indignação pelos episódios que teve que viver nosso companheiro Roman Zozulya nas últimas horas. Assistimos ao linchamento público de um jogador, cujo comportamento profissional e pessoal desde sua chegada a este vestiário foi impecável. Por tal motivo, queremos condenar o tratamento ao qual ele foi submetido e cuja origem não deixa de ser uma notícia falsa sobre o significado da camiseta com a qual aterrisou em Sevilha", começa a nota.

"A situação criada posteriormente nos parece de uma gravidade extrema e sentimos que a qualquer momento pode ser um de nós as vítimas de um tratamento similar".

Reprodução
A camiseta da discórdia de Zozulya: bandeira da Ucrânia ou de grupo paramilitar?
A camiseta da discórdia de Zozulya

"Sabemos que a AFE (associação de jogadores da Espanha) já está atuando para defender o direito de nosso companheiro a exercer sua profissão em condições adequadas e que, por, garantam a máxima segurança de nosso companheiro. Esperamos que todos os órgãos que devem zelar pelo bom desenvolvimento da competição adotem as medidas necessárias para que sua imagem e a da Liga espanhola não fiquem manchadas pelos comportamentos inaceitáveis e que vão contra os valores que deve fomentar este esporte", continua.

Para Rafael Oliveira, Jesus está muito à frente de Neymar na aceitação do público

"Todos, incluindo vocês (jornalistas), deveríamos refletir sobre o fácil que é fazer dano gratuito. De nossa parte, manifestar todo nosso apoio a Roman e sua família. Todos somos Zozulya", encerrou o comunicado o elenco do Betis.

Zozulya ia ser emprestado ao Rayo Vallecano, atualmente na segunda divisão, mas torcedores se mostraram contra sua chegada por causa de uma foto em que ele aparece com camiseta com o brasão de armas da Ucrânia - um jornalista disse que tratava-se, na verdade, do símbolo de um grupo paramilitar nazista.

Comentários

Jogadores do Betis saem em defesa de companheiro 'chutado' por torcida e chamado de neonazi

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.