Tóquio 2020 quer doação de produtos eletrônicos para fazer medalhas dos Jogos

ESPN.com.br com AFP
KAZUHIRO NOGI/AFP/Getty Images
Tóquio 2020: orçamento aumentou e causou rusgas entre autoridades
Tóquio 2020 tenta fazer Olimpíada mais "limpa" e quer doação de produtos eletrônicos

Os organizadores de Tóquio 2020 pediu ao público japonês que doe celulares e outros aparelhos eletrônicos antigos para ajudar a fazer as medalhas dos Jogos.

A ideia da organização é recolher oito toneladas de ouro, prata e bronze em postos de coleta distribuídos pelo país até abril para fazer cinco mil medalhas para Olimpíada e Paralimpíada.

A população poderá doar, por exemplo, câmeras digitais, laptops e videogames antigos.

Para os Jogos do Rio de Janeiro, 30% das medalhas de prata e bronze foram feitas de materiais reciclados.

Mario Andrada afirma que jogos do Rio foram mais baratos e que o 'legado para a cidade existe'
Rio 2016/Alex Ferro
As medalhas olímpicas (acima) e paralímpicas (abaixo) de prata, ouro e bronze (da esq. para a dir.)
Medalhas da Rio 2016 tinham material reciclado 

A direção de Tóquio 2020 tenta reduzir os custos após as críticas por causa do alto investimento em algumas das praças esportivas.

Estudos apontam que os Jogos japoneses podem sair por US$ 30 bilhões - quatro vezes mais do que o inicialmente estimado e quase o triplo de Londres 2012. Em resposta, os organizadores garantiram em dezembro que o custo ficará em US$ 17 bilhões.

Comentários

Tóquio 2020 quer doação de produtos eletrônicos para fazer medalhas dos Jogos

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.