No jogo das máscaras em Cascavel, Santos vence o Coritiba

ESPN.com.br
O Santos venceu o Coritiba por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo foi disputado na cidade de Cascavel e foi marcado pela grande quantidade de torcedores usando máscaras como proteção contra a pandemia de gripe suína.

Após o pedido do Ministério Público de Cascavel para o cancelamento da partida, a juíza Giane Maria Morechi indeferiu o pedido e garantiu a realização do jogo. O promotor Ângelo Mazuch Santana havia feito o pedido temendo o aumento dos casos da Gripe A (H1N1). A juíza, no entanto, se sensibilizou com o pedido e determinou que máscaras estivessem à disposição dos torcedores que quisessem utilizá-las durante a partida.

Em campo, o Santos abriu o placar logo aos 20 minutos, com Paulo Henrique. A partir daí, o Coritiba dominou as ações e perdeu muitas chances no segundo tempo, mas sem conseguir êxito.

Esta é a segunda vitória seguida do Santos fora de casa. O time bateu o Náutico na semana passada e "folgou" no fim de semana devido ao adiamento do jogo contra o Inter, que está no Japão. Agora, na tabela, a equipe de Vanderlei Luxemburgo chega a 23 pontos. Volta a campo sábado, às 18h30, para enfrentar o Avaí, invicto há sete partidas, na Vila Belmiro.

O Coritiba, com 16 pontos, volta a fazer parte da zona de rebaixamento. O time sofreu a segunda derrota seguida e já não vence há seis rodadas. No domingo, às 18h30, recebe outro time que ocupa a parte baixa da tabela, o Cruzeiro.

O jogo

O Santos começou pressionado e, aos dois minutos, Pará arriscou um chute de fora da área e deu trabalho para Edson Bastos. Na arquibancada, a maioria esmagadora torcendo para o Alvinegro empurrava os paulistas. A resposta veio com Márcio Gabriel, que arriscou o chute, mas sem direção. Aos nove minutos, Carlinhos Paraíba partiu em velocidade, mas deixou a bola escapar.

O Coxa melhorou na partida e passou a buscar mais o ataque, enquanto pelo lado do Peixe era Luxemburgo que, para variar, dava espetáculo na lateral do gramado, com muita reclamação. Aos 16 minutos, Madson cobrou falta na entrada da área, mas pegou mal na bola, desperdiçando a chance. Mas aos 20 minutos não teve perdão. Paulo Henrique Lima pegou rebote de Edson Bastos e, com o gol aberto, só teve o trabalho de empurrar para as redes.

O time visitante voltou a dominar as ações e quase ampliou aos 25 minutos com uma boa jogada de Kléber Pereira, que tentou o gol de cobertura, mas ficou apenas com o escanteio. Aos 28 minutos, Paulo Henrique invadiu a área mas, na hora do último passe, errou. Kléber Pereira perdeu mais uma oportunidade clara, aos 38 minutos, com uma cabeçada por cima da meta. O Coxa chegava em jogada de bola parada, com Carinhos Paraíba, que aos 43 minutos cobrou falta com perigo.

Na segunda etapa, o Coritiba voltou modificado, inclusive em seu esquema e nas camisas. Aos três minutos, Jaílton apareceu como homem surpresa, mas Felipe deixou bem a meta para afastar. A resposta veio com Léo, que invadiu a área em diagonal, mas bateu em cima da defesa coxa-branca. Em noite pouco inspirada, Marcelinho cobrou falta, aos 12 minutos, mas sem direção.

A equipe alviverde teve uma melhora discreta após o intervalo, mas continuava errando muitos passes e não conseguia penetrar na defesa santista. Aos 15 minutos, Carlinhos Paraíba tentou fazer jogada individual, mas saiu com bola e tudo. Aos 18 minutos, Marcelinho cobrou falta, a bola desviou na barreira e saiu. Aos 25 minutos, Thiago Gentil tentou resolver sozinho, chutou cruzado, mas sem direção.

O jogo se encaminhava para o final e o Peixe parecia mais inteiro, administrando bem o resultado e chegando na base do contra-ataque. Aos 31 minutos, Carlinhos Paraíba bateu de primeira para a área e Bruno Batata não conseguiu completar o lance. Na lateral do gramado, René Simões se indignava com a atuação do time. Do outro lado, Luxemburgo via a expulsão de Róbson. Aos 43 minutos, Kléber rolou para Neymar, mas Edson Bastos deixou o gol para salvar.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 0 X 1 SANTOS

Local: Estádio Olímpico Regional, em Cascavel (PR)
Data: 5 de agosto de 2009, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Assistentes: Marrubson Melo Freitas e Enio Ferreira de Carvalho (ambos do DF)
Cartões amarelos: Dirceu, Cleiton e Pedro Ken (Coritiba); Róbson (Santos)
Cartão vermelho: Róbson (Santos)
GOL: SANTOS: Paulo Henrique Lima, aos 20 minutos do primeiro tempo

CORITIBA: Edson Bastos; Márcio Gabriel (Cleiton), Dirceu, Demerson e Carlinhos Paraíba; Pedro Ken, Jaílton, Leandro Donizete e Marcelinho Paraíba (Renatinho); Leozinho (Thiago Gentil) e Bruno Batata
Técnico: René Simões

SANTOS: Felipe; Pará, Fabão, Eli Sabiá e Léo; Rodrigo Mancha, Rodrigo Souto, Madson (Róbson) e Paulo Henrique Lima (Wágner Diniz); Felipe Azevedo (Neymar) e Kléber Pereira
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Comentários

No jogo das máscaras em Cascavel, Santos vence o Coritiba

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.