'Incansável e fominha', Tchê Tchê vai do anonimato à Bola de Prata em um só ano

Francisco de Laurentiis, Igor Resende e Rafael Valente, do ESPN.com.br
Bola de Prata: Tchê Tchê e Willian Arão são os volantes

Quando o ano de 2016 começou, poucos haviam ouvido falar de Tchê Tchê. Agora, poucos não sabem quem ele é.

Em um só ano, o volante saiu do anonimato para virar peça chave no Palmeiras campeão brasileiro e estar na seleção do Prêmio ESPN Bola de Prata SPORTINGBET. E chave mesmo, daquelas insubstituíveis. ‘Incansável e fominha', Tchê Tchê não deu espaço para nenhum concorrente e jogou nada menos que 37 das 38 partidas do campeonato - só ficou de fora uma vez, diante do Botafogo, por suspensão.

Dos 3.420 minutos possíveis, ele jogou incríveis 3.270. E não só jogou, como foi importantíssimo, liderando a equipe em passes e sendo peça fundamental na saída de jogo do time de Cuca.

Gerson, o Canhotinha de Ouro, elogia Tchê Tchê e Arão, volantes da seleção Bola de Prata

Números ainda mais incríveis para quem nem sequer conseguiu ser inscrito pela Ponte Preta no ano passado e para quem começou 2016 no Audax, sem pretensões tão grandes assim.

  • O REGULAMENTO

Jornalistas da Placar e da ESPN assistem a todas as partidas do Brasileirão e atribuem notas de 0 a 10 aos jogadores. Receberão a Bola de Prata os craques que tenham sido avaliados em pelo menos 19 partidas. Jogadores que deixaram o clube antes do fim do campeonato estarão fora da disputa. Em caso de empate, leva o prêmio quem tiver o maior número de partidas. Ganhará a Bola de Ouro aquele que obtiver a melhor média.

Comentários

'Incansável e fominha', Tchê Tchê vai do anonimato à Bola de Prata em um só ano

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.