'League of Legends': Sem jogadores brasileiros, Big Gods revela equipe para competitivo norte-americano

Daniela Rigon / ESPN.com.br
Riot Games
Jukaah será o técnico - e único brasileiro - da equipe da Big Gods no competitivo internacional
Jukaah será o técnico - e único brasileiro - da equipe da Big Gods no competitivo internacional

A Big Gods anunciou oficialmente a escalação de sua equipe para o competitivo norte-americano. O time disputará uma vaga no Challenger Series da LCS NA (similar ao nosso Circuito Desafiante) na próxima semana.

A equipe será formada Oleksii "RF Legendary" Kuziuta (topo), Raymond "Wiggily" Griffin (caçador), Issac "Pekin Woof" Marconis (meio), Ziching "Tails" Jie (atirador) e Koo Hyuk "KonKwon" Kown (suporte).

Grande parte dos jogadores da equipe são norte-americanos, enquanto RF Legendary é da Ucrânia e KonKwon é da Coreia do Sul. Todos também já estavam no competitivo norte-americano e tiveram experiência no Desafiante, com exceção do suporte KonKwon, que jogou tanto no Desafiante quanto na elite da LCS NA pela Apex Gaming na última temporada.

O treinamento da Big Gods ficará por conta de Ednilson "Jukaah" Vargas, que já teve passagens por grandes equipes do competitivo no Brasil, como paiN Gaming, KaBuM! Black e Keyd Stars. O analista da equipe será Noah "Fiku" Martin, também da América do Norte.

Por regras da Riot Games, uma equipe precisa ter um mínimo de três jogadores da região a ser disputada e um máximo de dois jogadores de outras regiões. Assim, a Big Gods não poderia utilizar uma equipe totalmente brasileira e teve que reformular sua escalação.

Ainda segundo a Riot Games, um jogador só é considerado residente da região após passar, pelo menos, 24 meses de um total de 36 meses no país antes de um torneio.

Pioneira

A Big Gods é a primeira organização brasileira a participar de um cenário competitivo de outra região. Os Bigodes compraram a vaga da equipe norte-americana Eanix nas Qualificatórias para o Desafiante do Spring Split de 2017 da LCS NA. A Eanix havia participado do Desafiante do Summer Split 2016, mas acabou ficando no fim da tabela e caindo para a "repescagem".

A disputa da Big Gods está marcada para a próxima semana, em 14 de dezembro, mas a equipe ainda não conhece sua adversária. 

Em entrevista para a ESPN em novembro, Danilo Salgueiro, CEO da Big Gods, conta o motivo para a equipe ir para o cenário competitivo norte-americano. "Os Estados Unidos contam com o cenário competitivo de eSports mais desenvolvido do mundo e levamos isso em conta ao decidir expandir a atuação da Big Gods para esse mercado. O Brasil tem a torcida mais apaixonada e uma das mais engajadas - então pensamos em unir o melhor dos dois: ter a representatividade e o alcance do cenário norte-americano, com o tempero e a ‘ginga' brasileira no eSport".

Comentários

'League of Legends': Sem jogadores brasileiros, Big Gods revela equipe para competitivo norte-americano

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.