Em áudio a rádio de Chapecó, jornalista diz: 'Deus me deu uma segunda chance'

ESPN.com.br
Ouça o áudio de Rafael Henzel após acidente de avião na Colômbia

O jornalista Rafael Henzel falou pela primeira vez após o trágico acidente que vitimou 71 pessoas na Colômbia na última semana. Em áudio enviado à Rádio Oeste Capital, de Chapecó, nesta segunda-feira, o profissional da casa afirmou estar "avançando" em sua recuperação e chorou ao dizer que "Deus me deu uma segunda chance".

"Oi, pessoal. Bom dia a todo mundo. Estou com a voz assim porque estou há muito tempo sem usar e dizer que está tudo bem. Estamos avançando, né? Deus me deu uma (voz embargada) segunda chance. A gente vai ter que trabalhar muito. Todos nós, tá? Mãe, fica bem, hein? Tavinho tá bem. Um abração pra casa e pra curar todas as lesões que teve. O importante é que nós estamos vivos aqui, pronto pra próxima. Beijo a todo mundo", falou Rafael Henzel, um dos seis sobreviventes do desastre.

Empresário Luiz Taveira relata os primeiros instantes da tragédia em Medellín

No último boletim médico, divulgado no domingo, o Hospital San Vicente de Ríonegro, perto de Medellin, informou que ele apresenta um quadro de infecção pulmonar, mas respira sem ajuda de aparelhos.

Os médicos identificaram a bactéria e iniciaram o tratamento específico.

Segundo apurou o ESPN.com.br, o jornalista se lembra dos detalhes do acidente. Henzel recorda o momento em que faltou luz na aeronave e a consequente queda do avião.

De acordo com ele, que estava sentado na penúltima fileira, tudo foi muito rápido, sem pânico ou correria dos presentes.

O campeão voltou: Danilo, agora, faz parte da memória afetiva dos 78 mil habitantes de Cianorte

Após o acidente na Colômbia, o jornalista ainda se lembra de chamar o resgate e os socorristas, e que estes não escutaram os seus apelos em um primeiro momento.

Médico da Chape retrata bom humor em recuperação de Ruschel e Follman

Henzel, lúcido desde o episódio da tragédia, recorda também o período em que foi transportado até o hospital. Nos primeiros dias após o acidente, ele se comunicava por gestos.

Por conta dos aparelhos, ele não conseguia se comunicar de outra forma, e médicos e familiares evitavam provocar qualquer tipo de agitação no jornalista.

Comentários

Em áudio a rádio de Chapecó, jornalista diz: 'Deus me deu uma segunda chance'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.