Experiência em Libertadores? Clubes classificados desprezam isso na escolha do treinador

ESPN.com.br
ESPN.com.br
Mosaico Técnicos
Eduardo Baptista, Dorival Jr, Roger Machado e Zé Ricardo têm pouca (ou nenhuma) experiência no torneio

Palmeiras, Flamengo, Santos e Atlético-MG são os quatro times já classificados e agora se preparam para a disputa da Libertadores de 2017. E se é necessário ter experiência na busca pelo título continental, ao menos na escolha de seus treinadores, isso foi desprezado.

O atual campeão brasileiro, por exemplo, não terá mais no próximo ano o já vencedor com o "Galo" Cuca, que deixou o time por motivos particulares, e contratará para seu lugar Eduardo Baptista.

O ex-comandante da Ponte Preta nunca sequer treinou uma equipe na Libertadores. Ele teve passagens por Sport (entre 2014 e 2015) e Fluminense (entre 2015 e 2016), além da "Macaca" em sua curta carreira como efetivo.

O caso do atual vice-campeão brasileiro é parecido. Afinal, Zé Ricardo estreou como treinador apenas nesta temporada, no início do campeonato nacional. Portanto, o ex-técnico do sub-20 rubro-negro debutará na competição continental.

Libertadores de 2017 ainda é uma incógnita para o Palmeiras; BB Bom Dia analisa

Já Santos e Atlético-MG terão à beira do campo comandantes que já participaram da Libertadores. Porém pouco.

Em 2012, Dorival Júnior disputou o certame pelo Internacional, time que ele próprio classificou no ano anterior. Na fase de grupos, ele conseguiu a qualificação na segunda posição, justamente atrás do "Peixe" e com o pior aproveitamento entre os que foram à fase de mata-mata - oito pontos ganhos, sendo duas vitórias, dois empates e duas derrotas em seis partidas.

Atlético-MG se torna segundo brasileiro a ir a cinco Libertadores seguidas

Nas oitavas, o "Colorado" não suportou e acabou sendo eliminado pelo Fluminense, então melhor equipe da primeira fase - empate em 0 a 0 no Beira-Rio e derrota por 2 a 1 no Maracanã, gols de Leandro Euzébio e Fred para os cariocas; Damião diminuiu para os gaúchos.

Roger Machado, por sua vez, pode argumentar que teve o "gostinho" da participação ainda neste ano. Pelo Grêmio, ele conquistou grande classificação na primeira fase como segundo colocado do chamado "Grupo da Morte" que envolvia Toluca-MEX, San Lorenzo-ARG e LDU-EQU.

Para Mauro, mudanças na Libertadores mudam ambições dos clubes: 'Vão pensar em 

O ótimo desempenho inicial, entretanto, não se manteve nas oitavas. Resultado: duas derrotas para o Rosário Central-ARG, por 1 a 0 e 3 a 0, e a consequente desclassificação precoce.

Os últimos classificados para a Libertadores de 2017 serão revelados apenas no próximo final de semana, na última rodada do Campeonato Brasileiro, que acabou adiada por contada tragédia envolvendo o avião da Chapecoense, em Medellín, na Colômbia.

Atlético-PR (quinto colocado, 56 pontos), Botafogo (sexto, 56) e Corinthians (sétimo, 55) brigam pelas vagas remanescentes via torneio nacional de pontos corridos. O Grêmio está em vantagem sobre o Atlético-MG na decisão da Copa do Brasil - venceu no Mineirão por 3 a 1 - e está perto de também ser confirmado. Quarta-feira, na Arena, com transmissão da ESPN Brasil e do WatchESPN, eles voltam a se encontrar.

Comentários

Experiência em Libertadores? Clubes classificados desprezam isso na escolha do treinador

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.