Lágrimas, comoção e lindas homenagens: emoção toma conta da Arena Condá

ESPN.com.br com agência Gazeta Press
Veja como a emoção tomou conta da Arena Condá

O acidente aéreo envolvendo a delegação e dirigentes da Chapecoense, jornalistas brasileiros, tripulação e convidados comoveu o mundo da bola como em poucas vezes pôde ser observado na história. As pessoas, de uma maneira geral, amantes do esporte ou não, se sensibilizaram com a tragédia e a comoção da torcida e da população de Chapecó foi novamente muito intensa. Os torcedores voltaram a lotar a Arena Condá nesta noite, como fizeram na noite passada, em homenagem às 71 vítimas e aos seis sobreviventes do acidente.

Em vigília programada para o mesmo horário em que seria realizada a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, diante do Atlético Nacional, na Colômbia, cidadãos e gente relacionada à pequena cidade catarinense fizeram questão de dar uma demonstração de carinho e conforto à toda a tristeza instaurada com o ocorrido.

Bandeiras com figuras e nome dos jogadores, faixas, camisetas, fotografias, sinalizadores. O verde que deixou de colorir o mundo do futebol por alguns instantes voltou a abrilhantar e encher os corações de esperança, como se todos aqueles que faleceram estivessem em campo, prontos para mais um jogo.

Em um dos momentos de maior emoção da noite, fotos de todos os integrantes da delegação alviverde, bem como dos jornalistas acidentados, apareceram no telão do estádio. A torcida repetia e saudava o nome de cada um como sempre faz antes do início das partidas.

DOUGLAS MAGNO/AFP
Homenagem na Arena Condá foi muito emocionante
Homenagem na Arena Condá foi emocionante

Crianças da cidade, jogadores das categorias de base, familiares, amigos, ex-atletas, dirigentes. Dentro do gramado, a dor, o sofrimento, mas a esperança. Com os olhos no passado, mas também voltados a um bom futuro para o clube e para o sonho daqueles que se foram.

A cerimônia também contou com a participação dos integrantes do elenco que não puderam viajar por conta de lesão e por outras figuras ligadas ao clube. Uma destas figuras era o lateral direito e Campeão Brasileiro pelo Palmeiras Fabiano, prata da casa da Chapecoense, que, também dentro do campo, não conteve a emoção.

Em meio ao nome dos jogadores vitimados e em estado de recuperação, aos cantos de incentivo e das orações que ecoavam pela Arena Condá, todos que estavam dentro do gramado deram uma volta olímpica, tomados pelas lágrimas e por toda a força vinda das arquibancadas. O padre Igor Damo realizou um culto ecumênico no centro do gramado.

Sem conseguir entrar no estádio, multidão lota arredores do Atanasio Girardot

Durante a cerimônia, ainda foi exibido um vídeo no telão do estádio feito pelo Atlético Nacional, que continha mensagens de força e apoio e arrancou aplausos dos Alviverdes. Além disso, ao mesmo tempo da celebração em Santa Catarina, o clube colombiano realizou algo parecido e igualmente grandioso no estádio Atanasio Girardot, em memória de todas as vítimas.

Depois de cerca de quatro horas de homenagens, desde que os primeiros torcedores e familiares chegaram à Arena, quando ainda era sol em Chapecó, a massa começou a deixar o estádio. Com olhares de tristeza no rosto, como jamais deixaram uma partida, mas com mais uma linda demonstração de afeto e de união.

Em sintonia, Arena Condá e Atanasio Girardot cantam: 'Vamos vamos, Chape!

A solenidade, porém, não deve ser a última e a Arena Condá pode voltar a receber todos que estão mobilizados com o acidente no próximo domingo, às 17h, quando seria realizada a última rodada do Campeonato Brasileiro.

Comentários

Lágrimas, comoção e lindas homenagens: emoção toma conta da Arena Condá

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.