'League of Legends': Ex-atirador da IDM EzPrince não poderá jogar CBLoL 2017 por 'Elo Job'

ESPN.com.br
Riot Games
O atirador 'EzPrince' foi punido a ficar sem jogar profissionalmente até final de janeiro de 2018
O atirador 'EzPrince' foi punido a ficar sem jogar profissionalmente até final de janeiro de 2018

A Riot Games revelou no fim da tarde desta sexta que o ex-atirador Ilha Da Macacada Gaming, Victor "EzPrince" Sun, não poderá participar dos campeonatos oficiais de League of Legends por fazer Elo Boost, conhecido popularmente como Elo Job.

Em comunicado oficial, a empresa alega que o atirador foi investigado e foi constatado que infringiu duas regras consideradas "primordiais" para atuar como jogador profissional.

"O jogador Victor 'EzPrince' Sun violou as regras 10.1.1.6 e 10.2.7 do regulamento da Temporada 2016 e será penalizado. Além disso, o histórico do jogador inclui infrações similares, o que pode ser considerado como agravante para este caso", diz o comunicado.

Como penalidade, EzPrince ficará sem jogar em nenhuma liga oficial de LoL no Brasil ou no resto do mundo até 26 de janeiro de 2018, incluindo o Circuito Desafiante. Segundo a empresa, a suspensão é de 12 meses competitivos, o que não inclui os meses de novembro e dezembro.

EzPrince começou sua carrreia no final de 2013 e passou por times como a INTZ Red, Brave e Operation Kino. O último time que ele atuou foi a Ilha da Macacada Gaming, que recentemente se uniu à KaBuM! eSports. Entretanto, o desligamento do jogador não consta em nenhum canal oficial do time. 

A prática do "Elo Boosting" é caracterizada por jogadores serem pagos para melhorar o ranking de terceiros, garantindo vitórias em contas de níveis baixos, principalmente para conseguir os brindes que a produtora distribui no final do ano. Esta atitude, segundo a Riot Games, "viola o código de conduta do jogo."

Não é o primeiro caso de jogadores no Brasil sendo punidos pela prática do 'Elo Job', sendo os casos mais conhecidos Bruno "Brucer" Pereira, Luccas "Zantins" Zanqueta, Lucas "Krow" Lahoz e André "esA" Pavezi, que ficaram impossibilitados de jogar profissionalmente em 2014.

Até o momento da publicação dessa notícia, o jogador não se manifestou quanto à punição aplicada pela Riot.

Comentários

'League of Legends': Ex-atirador da IDM EzPrince não poderá jogar CBLoL 2017 por 'Elo Job'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.