A triste saga do Santa Cruz: seis Brasileiros seguidos na zona do rebaixamento

ESPN.com.br
Alê crava times que serão rebaixados para a Série B

Vivendo dias fúnebres e praticamente rebaixado no Campeonato Brasileiro, o Santa Cruz vem entristecendo seus torcedores. Não que eles não estejam acostumados, porém. Afinal, a equipe do Recife vai para sua 6ª série A seguida na zona da degola.

Um triste recorde negativo.

Esta história tétrica começou em 1988, ano em que o Santa parecia estar consolidado na elite, já que ia para sua 5ª temporada seguida na primeira divisão. No entanto, o time terminou o Brasileiro em 22º lugar, caindo para a Segundona.

O retorno à Série A só ocorreria em 1993, mas novamente para trazer apenas lamentação. Após terminar em 28º, o clube pernambucano foi mais uma vez rebaixado para a segunda divisão.

Em 2000, com o caso Sandro Hiroshi e a vitória do Gama na Justiça Comum, a CBF foi obrigada a transformar o Brasileirão na Copa João Havelange. O Santa Cruz, que havia sido promovido da Série B em 1999 como 2º colocado no geral, entrou no Módulo Azul, que continha os principais clubes do país.

Só que a equipe fez péssima campanha e terminou em último lugar, com apenas 16 pontos em 24 jogos. Para sua sorte, não havia zona de rebaixamento naquele certame. Se houvesse, porém, o clube tricolor não teria qualquer chance de escapar.

O que poderia ter ocorrido em 2000, no entanto, só foi adiado para o ano seguinte. Em 2001, o Brasileirão voltou ao ser formato normal, o Santa acabou em 25º lugar e caiu mais uma vez de divisão.

Veja os gols da vitória por 3 a 0 da Ponte sobre o Santa Cruz 

A história se repetiu pela 5ª vez em 2006: após subir da Série B, o time do Arruda finalizou sua participação no último lugar e foi degolado.

Agora, a triste história do Santa Cruz tem tudo para ganhar um novo capítulo. A agremiação somou só 23 pontos em 31 jogos, e já está a 13 pontos do São Paulo (primeiro time fora do Z-4), com apenas mais sete jogos para serem realizados.

Ou seja, o 6º Brasileirão seguido entre os últimos colocados.

Assista aos gols da vitória do Corinthians sobre o Santa Cruz por 4 a 2!

Neste ano, aliás, parecia que a "Cobra Coral" iria fazer um bom torneio, já que chegou ao Brasileirão com os títulos do Campeonato Pernambucano e da Copa do Nordeste e começou voando, com Grafite no topo da tabela de artilharia e até mesmo comparações com o Leicester City, surpreendente campeão da Premier League inglesa.

No meio do caminho, porém, tudo desandou, e o clube do Recife chegou a acumular horríveis séries negativas, como cinco derrotas seguidas (entre 18 de junho e 3 de julho) e nove jogos consecutivos sem vencer (de 23 de julho a 11 de setembro).

A atual série de derrotas, aliás, é a pior de toda a competição: seis seguidas. O Santa não vence um jogo desde o 1 a 0 no Atlético-PR, em 14 de setembro - mais de um mês.

Após sequência de quatro derrotas do Santa Cruz no Brasileiro, comentaristas 'jogam a toalha'

Ao futebol ruim, somam-se os problemas extra-campo, como salários atrasados. No final de setembro, a situação atingiu seu limite, e o atacante Grafite reclamou que alguns atletas estavam sem dinheiro até mesmo para pegar um táxi até o treino.

"A situação é delicada. Alguns jogadores já têm um padrão de vida, podemos nos dar ao luxo de ficar alguns meses sem receber, mas outros jogadores, não. Se atrasar um mês já fica difícil. Quando esse momento financeiro acontece, atrapalha", disparou.

"Já teve jogador que estava sem dinheiro para pegar o táxi e vir treinar. É difícil manejar tudo isso no vestiário", admitiu o experiente artilheiro.

Por problemas financeiros, maioria dos torcedores aprova venda do mando de campo do Santa Cruz

Para tentar sanar um pouco essas dificuldades, a equipe tricolor vendeu recentemente um mando de campo contra o Corinthians, e jogou na Arena Pantanal, em Cuiabá, ao invés do Arruda. Acabou derrotada por 4 a 2 e deu mais um passo rumo à queda.

Infelizmente, algo a que os torcedores se acostumaram nas últimas décadas...

Comentários

A triste saga do Santa Cruz: seis Brasileiros seguidos na zona do rebaixamento

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.