Acostumado a cair nos últimos anos, Guarani enfim tenta subir

ESPN.com.br
Divulgação
Fumagalli foi o autor do gol da vitória do Guarani
O experiente meia Fumagalli é o grande ídolo do Guarani nos últimos anos

Após nove rebaixamentos nos últimos 15 anos, o Guarani terá diante do ASA de Arapiraca o jogo mais importante de sua história recente. A partida válida pelas quartas de final da Série C do Campeonato Brasileiro poderá dar o acesso para a segunda divisão e amenizar a dor dos torcedores que sofreram com a decadência do campeão brasileiro de 1978.

O calvário do time de Campinas começou em 2001, quando foi rebaixado no Campeonato Paulista. No ano seguinte, a equipe foi incluída no Torneio Rio-São Paulo, mas também não conseguiu permanecer. A competição não seria mais disputada nos anos seguintes, mas as quedas não pararam.

Em 2004, veio o rebaixamento no Brasileiro. Dois anos depois, o time caiu para a A2 do Paulista e Série C nacional. Depois de conseguir sucessivos acessos que recolocaram o Guarani na elite nacional e estadual, a alegria durou pouco.

A equipe caiu no Paulista de 2009 e no ano seguinte no Brasileiro da Série A. Após retornar para a primeira divisão estadual e ser vice-campeão em 2012, perdendo para o Santos de Neymar, o time foi rebaixado no segundo semestre para a Série C, da qual não saiu até agora.

No ano seguinte, caiu para a A2 Paulista e vem acumulando fracassos na tentativa de voltar para Série A1. Neste ano, sequer ficou entre os oito primeiros colocados que brigaram pelas duas vagas para a elite estadual.

Evair fala sobre início de carreira como meia e adaptação: 'Grande dificuldade da minha vida'

MELHOR CAMPANHA E DESVANTAGEM

Na Série C deste ano, o Guarani somou 38 pontos e obteve a melhor campanha da primeira fase. O adversário nas quartas de final é o ASA, que se classificou na quarta posição com um empate dramático com o ABC-RN.

Divulgação
Marcelo Chamusca comanda o Guarani na Série C do Brasileiro
Marcelo Chamusca comanda o Guarani 

Em Arapiraca, porém, a equipe campineira perdeu de virada por 3 a 1. Somente uma vitória por 2 a 0 ou por três gols de diferença garantirá a promoção para a Série B, neste sábado.

Após cair nos últimos dois anos exatamente nesta fase da competição com o Fortaleza, o treinador Marcelo Chamusca quer evitar que o filme se repita mais uma vez. Em 2014, ele classificou a equipe cearense na liderança do Grupo A, com 35 pontos, mas acabou eliminado pelo Macaé após empatar por 0 a 0 fora de casa e 1 a 1 no Castelão.

No ano seguinte, a campanha do time tricolor foi ainda melhor: 36 pontos que garantiram a melhor campanha. No confronto contra o Brasil de Pelotas, porém, caiu depois de uma derrota no Sul e um empate por 0 a 0 em casa.

Para que tudo seja diferente no sábado, Chamusca levou no último treino antes da decisão três ídolos do clube. Careca e Zenon, campeões brasileiros pelo Guarani em 1978, além de João Paulo, vice-campeão nacional em 1986.

Jair Picerni, sobre Jonas: 'Tínhamos a certeza que ele seria um bom atacante'

O técnico conta com um estádio repleto de torcedores para conquistar o acesso que poderá mudar o atual patamar do time alviverde.

"Não faltará luta! Trabalhamos muito forte nessa semana e vamos fazer de tudo para buscar essa classificação. Gostaria de convocar a torcida do Guarani, que se fez presente durante a competição, para comparecer novamente em peso ao Brinco de Ouro neste sábado, para o jogo decisivo contra o ASA. Contamos com o apoio de todos vocês para conquistar esse objetivo", declarou o treinador.

Comentários

Acostumado a cair nos últimos anos, Guarani enfim tenta subir

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.